domingo, 13 de novembro de 2011

Capitães da Areia

Assisti no cinema Capitães da Areia (2011) de Cecília Amado. É o segundo ano que vou no Projeta Brasil onde os filmes brasileiros estão por R$ 2,00 e entram em cartaz filmes do ano todo. Um casal ao meu lado já estava no segundo filme, acho que vou tentar no ano que vem ver mais de um porque nesse ano já tinham outros dois filmes que queria ver. Coincidentemente vi no Projeta Brasil outro filme baseado em uma obra de Jorge Amado, no ano passado vi Quincas Berro D´Água que gostei igualmente.. Eu amei Capitães da Areia. Confesso que não entendi porque esse filme não foi tão elogiado. Pensei que poderia ser porque a diretora é nova, mas fui ver o currículo dela, ela começou como assistente de direção em Tieta do Agreste e depois trabalhou em vários filmes. Depois pensei que talvez fosse porque ela fez esse filme em homenagem ao avô, ela é neta de Jorge Amado, que bela homenagem. O filme tem uma assinatura muito personalizada, é muito autoral. E esse olhar, as tomadas de câmera são belíssimos em Capitães da Areia. Eu quis ver esse filme depois que vi o trailer com minha mãe no começo do ano passado e fiquei impactada com tanta beleza.

Eu li o livro há muitos anos, tinha adorado, mas achava que não ia lembrar da trama e não foi o que aconteceu. É muito bem construído o filme. Os meninos que interpretaram os Capitães da Areia são incrível. Gostei da diretora escolher fazer o filme na época que foi escrito, 1937, aquele jeito dos meninos é típico daquela época, ficaria estranho trazer o filme para os dias de hoje. Todos os meninos estão incríveis:  Jean Luis Amorim interpreta Pedro Bala majestosamente, que menino talentoso. Adorei também o que interpreta o professor Robério Lima. A Dora é interpretada por Ana Graciela. Todos os outros ótimos são interpretados por Paulo Abade, Israel Gouvêa e Jordam Mateus. Gosto muito da Ana Cecília Costa que está no elenco. A trilha sonora é de Carlinhos Browm. A fotografia de Guy Gonçalves é belíssima! 

Beijos,

Pedrita

8 comentários:

  1. tambem quero ver, porque gosto muito do livro....
    a midia so fala do palhaço, que tem atores da GLOBELEZA, atuando...

    ResponderExcluir
  2. A principal ferramenta que os americanos usaram para disseminar o "american way of life" foi o cinema. O Brasil tem matéria prima mais do que suficiente para estabelecer um foco numa criação de uma identidade nacional através do cinema e eu acho que explora isso muito pouco. Jorge Amado, Guimarães Rosa, Érico Veríssimo, Machado de Assis e tantos outro autores consagrados (ou não) criaram tanta coisa boa a partir da realidade brasileira, que não seria difícil se houvesse intenção e vontade. Lembro-me de que li quase toda a obra de Jorge Amado e havia muita identificação minha enquanto brasileiro com personagens e cenas mesmo sendo eu ainda um pre adolescente à época.

    Abraços, Pedrita. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  3. O filme desconheço, mas adorei o livro.

    ResponderExcluir
  4. Pedrita,
    Esse quero ver! Girassóis nos seus dias. beijos

    ResponderExcluir
  5. Pedrita,te admiro tanto por esse amor por cinema, pelas escolhas que você faz, são filmes realmente cults, aqueles que não estão na boca do povo e da crítica, vergonhosamente confesso, nem li livro e nem vi o filme.

    ResponderExcluir
  6. Pedrita, eu li o livro e fiquei morrendo de vontade de ver o filme, o trailer que você colocou é ótimo, agora é ir atrás do filme, Beijos e uma boa semana para você.

    ResponderExcluir
  7. Pedrita, li o livro e imagino que o filme seja muito bom.

    Ao ler o livro tive a idéia depois de trabalhar com as criancas de rua no Rio de Janeiro e trabalhei com elas durante 10 anos.
    Há quem pense que os arrastoes nas praias do RJ tiveram idéias de alguém que leu o livro...sao só idéias...

    Abracos e uma linda semana

    ResponderExcluir
  8. fatima, eu amei o palhaço, é incrível. a mídia fala pq fizeram parceria com a globofilmes. infelizmente espontaneamente, mesmo o filme anterior do selton mello praticamente ignoraram.

    cacá, o brasil tem produzido muitos filmes com seus textos, o homem q sabia javanês, quincas, lavoura arcaica, brás cubas, primeiras estórias, augusto matraga deve estrear, auto da compadecida. deve ter vários outros e ainda há muito a explorar.

    geocrusoe, deverá gostar do filme. mas esse deve ser daqueles que pouco viajam infelizmente.

    celine, vc vai gostar.

    ruby, eu gosto de variar bastante o q vejo, por prazer, mas por estudo tb.

    anamaria, esse trailer é incrível, demorei pra achá-lo. vc vai gostar.

    georgia, concordo, às vezes criam teorias e é bem mais simples. vc vai gostar do filme

    ResponderExcluir

Bons comentários!