sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Desonra

Terminei de ler Desonra (1999) do sul-africano J.M. Coetzee. Peguei emprestado esse livro da minha irmã. Fazia tempo que queria ler algo desse autor tão elogiado. Não sei se lembram que comentei que minha irmã começou a ler autores que ganharam Prêmio Nobel. E Coetzee ganhou em 2003. Tentei inclusive comprar uma obra dele na Bienal do Livro, mas não havia nenhuma em promoção. Aí descobri que minha irmã tinha e peguei emprestado. Ela me avisou que era indigesto e realmente foi uma leitura muito, mas muito difícil.

Obra de Michael Maapola

Há muitas incoerências em Desonra. Um professor universitário é condenado exageradamente por ter se envolvido com uma aluna de 20 anos. Enquanto um estupro fica no silêncio por ser mais conveniente não mexer. É uma trama complexa, difícil, indigesta em uma sociedade cheia de ódios e vinganças entre brancos e negros. Uma violência exacerbada. Fiquei imaginando como um autor consegue escrever aquelas frases, reler e lançar uma obra tão intensa. Eu não consegui nem anotar trechos, porque meus dedos se recusavam a escrever aquelas palavras tão difíceis de assimilar.

Portanto anotei somente a frase inicial de Desonra de J.M. Coetzee:

“Para um homem de sua idade, cinqüenta e dois, divorciado, ele tinha, em sua opinião, resolvido muito bem o problema de sexo.”

Tanto a obra quanto a música são de autores sul-africanos.

Música do post: 15. South Africa - Mafikizolo - Majika



Beijos,
Pedrita

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Casablanca

Assisti Casablanca (1942) de Michael Curtiz no TCM. Sim, eu nunca tinha visto esse filme. Era uma sensação estranha não ter assistido algo que todo mundo tinha visto, inúmeras vezes até, lembrar falas, trechos, e você nunca ter visto nada. O roteiro é baseado na peça de Murray Burnett e Joan Alison. É difícil falar de um filme que muitos conhecem tanto. Casablanca é ambientada na Segunda Guerra Mundial, em uma região aparentemente neutra onde muitos refugiados tentam vistos para ir para a América.

Nosso protagonista é dono de um promissor bar em uma cidade onde é visitado por uma antiga conhecida sua. Todos estão excelentes como o belo casal romântico interpretado por Humphrey Bogart e Ingrid Bergman. Outros do elenco são: Paul Henreid, Peter Lorre e Dooley Wilson.
Casablanca ganhou 3 Oscars de Melhor Filme, Melhor Diretor e Melhor Roteiro.

Casablanca imortalizou a canção As Time Goes By.
Música do post: As Time Goes By

Get this widget Track details eSnips Social DNA
Youtube: As Time Goes By


Beijos, Pedrita

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Os Desafinados

Assisti no cinema ao filme Os Desafinados (2008) de Walter Lima Jr. Eu queria muito ver esse filme. Tinha acompanhado as matérias sobre a realização, e não me conformava que eles não conseguiam verba para o lançamento. Mas valeu a espera. Eu e minha mãe amamos! E eles conseguiram fazer um bom lançamento, está em várias salas, com boa divulgação e o filme é absolutamente lindo! Os Desafinados é a história de cinco amigos, 4 músicos e um cineasta. Eles vendem uma música para um americano e resolvem ir aos Estados Unidos assistir ao lançamento da obra no país.

A trilha sonora do fime é maravilhosa, há vários ritmos, bossa nova, jazz, blues, samba, rock e aqueles ritmos fundidos geniais dos dias de hoje do grupo do Jair Oliveira, que está no filme também como ator, e muito bem por sinal. O elenco continua impecável, com os ótimos Rodrigo Santoro (mais lindo e talentosíssimo), Selton Melo e Ângelo Paes Leme. Há outro músico que atua no filme, André Moraes.
As mulheres também são lindas e talentosas: Cláudia Abreu e Alessandra Negrini. Os Desafinados é ambientado na década de 60, no Rio de Janeiro, Nova York e Buenos Aires.

Ainda aparecem no filme: Michel Bercovitch, Vanessa Gerbelli, Genésio de Barros, Arthur Kohl, Antônio Pedro, Ailton França, Renato Borghi, entre outros.
Os músicos que dublam os atores são muito bons. Mas os atores tentaram se inteirar ao máximo com instrumentos para parecer mais natural. Rodrigo Santoro estudou piano. E se saíram muito bem, há muita naturalidade daquele clima musical cheio de sentimentos e algumas intrigas.
Música do post: Jazzamba-Desafinado
Get this widget Track details eSnips Social DNA


Youtube: Os Desafinados Trailer








Beijos,
Pedrita

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Harry Potter e a Ordem da Fênix

Assisti Harry Potter e a Ordem da Fênix (2007) de David Yates na HBO. Gosto muito desses filmes, adoro a fotografia, o roteiro, o elenco e toda a produção. São impecáveis. E adorei esse que tem a direção de fotografia de Slawomir Idziak. Os efeitos especiais são realizados por várias empresas: Industrial Light & Magic / Cinesite / Double Negative / Moving Picture Company / Rising Sun Pictures / The Visual Effects Company / Gentle Giant Studios Inc. / Machine / Framestore CFC. E o roteiro é baseado nos livros de J.K. Rowling que sempre quis ler.

Nossos ótimos protagonistas Daniel Radcliffe, Emma Watson e Rupert Grint, estão adolescentes agora. A escola fica ruim, e eles resolvem estudar por conta própria. Mesmo que tenham aprendido um pouco entre si, não se compara ao ensino que a escola os proporcionava até agora. Mas os melhores professores ou foram reprimidos, ou demitidos.
Entram outros no elenco como a insuportável fiscal do ensino interpretada por Imelda Staunton. Harry Potter e a Ordem da Fênix fala de métodos antiqüados de ensino, como um sistema de tortura que lembra as palmatórias do passado. E de abuso do poder, sede de poder com regras mesquinhas e prepotentes. O elenco continua com grandes nomes, somados a outros que surgiram como o da ótima e bela Helena Bonham Carter e Evanna Lynch. Alguns nomes são: Ralph Fiennes, Robbie Coltrane, Emma Thompson, Michael Gambon, Jason Isaacs, Gary Oldman e Maggie Smith.

Música do post: Main Titles and Spinner's End

Main Titles and Sp...

Youtube: Order of the Phoenix International Trailer




Beijos, Pedrita

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Déjà vú

Assisti Déjà Vú (2006) de Tony Scott na HBO. Sempre quis ver esse filme desde que vi o trailer no cinema e gostei muito. É uma trama bastante inteligente sobre o tempo. No trailer eu tinha a sensação que ele via a cena como se já a tivesse vivido, mas na verdade é uma evolução da ciência que permite que você veja o passado, como se fosse uma captação de imagens por satélite. Começa com um acidente, muitos mortos e um grande policial passa a investigar. Ele é de um departamento e há várias outras instituições já que o acidente parece ser na verdade um ataque terrorista.

Uma mulher aparece morta e o policial acha que há alguma relação com o caso. Os dois estão maravilhosos e são os ótimos Paula Patton e Denzel Washington. Ainda aparecem no elenco Val Kilmer, James Caviezel, Adam Goldberg, Elden Henson, Erika Alexander e Bruce Greenwood.
Música do post: Harry Gregson-Williams - Kidnapping

Get this widget Track details eSnips Social DNA

Beijos,
Pedrita