domingo, 17 de junho de 2012

Deus da Carnificina

Assisti no cinema Deus da Carnificina (2011) de Roman Polanski. Eu tinha visto sobre esse filme no blog Um Caminho Diferente e adoro esses quatro atores e esse diretor, quis muito ver. A Bruxa do 203 desse blog que me apresentou esse filme, ela também quer ver e me pautou. Eu também gosto muitei do texto Carnage da francesa Yasmina Reza, já tinha visto algumas peças com seus textos e adorei. Deus da Carnificina é incrível. Dois casais discutem um embate entre os filhos. Eles decidem o que deve ser feito e pasmem, sem a presença das crianças. Começa na casa de um deles, eles definindo os termos amigavelmente. Vários fatos vão colocando esse controle por água a baixo. A bebida termina por desmascarar todos e todo o controle social falso.

Eu adoro a Kate Winslet e ela está absolutamente incrível. Não vou contar detalhes porque a surpresa é fundamental. Deus da Carnificina mostra muito bem como alguns pais andam resolvendo os desentendimentos dos filhos, sem os filhos. E mapeia bastante como se forma a sociedade atual. A personagem da Jodie Foster, que também está excelente, é contida, escreve sobre os problemas sociais na África, mas protege seu filho como se ele vivesse totalmente fora da realidade. Eu adoro o ator que faz o marido dela, John C. Reilly, eu tinha amado ele em Magnólia e dali em diante comecei a prestar mais atenção no seu trabalho. Também gosto muito do executivo workaholic interpretado pelo ótimo  Christoph Waltz.

A tecnologia é outra questão muito bem abordada no filme, mostra como ficamos reféns e como também muitas pessoas perdem a noção com a tecnologia. O workaholic fala avidamente no telefone, em território inimigo questões confidenciais sem o menor pudor. Não tem a mínima noção do quanto está se expondo. Nesse caso ele até está em uma residência, mas não é um local adequado para conversas confidenciais, mas eu já vi pessoas nas ruas entregando números de contratos, contas, em alto e bom som, pra qualquer um ouvir e anotar. Sem falar nas brigas de casais nos celulares em lugares públicos. Deus da Carnificina aborda tantas questões, pode ser visto e revisto, e talvez seria bom mesmo que víssemos constantemente e refletíssemos. Um incrível painel da sociedade atual. Enfim, Deus da Carnificina é perfeito, iluminação, fotografia, elenco e claro, uma direção primorosa. Está entre os melhores filmes que vi nesse ano.

Beijos,
Pedrita

6 comentários:

  1. Filme de Polanski com Chistopher Waltz, Jodie Foster, etc., não é tudo de bom?

    ResponderExcluir
  2. Filme genial! Grande diretor, super elenco, ótimo texto! Como já conhecia a peça, fui lembrando de alguns detalhes.

    O seu blog está muito bonito. Mudou o fundo?

    ResponderExcluir
  3. Todos os atributos pra ser um bom filme, Polanski e um ótimo elenco. Também gosto muito da Kate e Jodie é ótima. Boa dica!

    ResponderExcluir
  4. mais uma ótima indicação, Pedrita! Será que consigo baixar aqui? Tomara, pois na minha cidade não tem cinema...sniff sniff...Beijos e uma boa semana pra você

    ResponderExcluir
  5. enaldo, tudo é perfeito.

    bruxa, incrível não? impecável, obrigada pela indicação.

    georgia, pensei muito em vc, acho q deve ver sim.

    ruby, é incrível.

    anamaria, acabou de estrear, acho q ainda deve ser difícil conseguir.

    ResponderExcluir

Bons comentários!