quarta-feira, 23 de julho de 2014

Trevas de Luz

Terminei de ler Trevas de Luz (1998) de Richard Zimler da Companhia das Letras. Foi o blog de literatura Abrkdbra que me apresentou esse autor. Eu estava em um sebo no Estante Virtual adquirindo um livro. Aquele sebo avisou virtualmente no processo de compra que seu eu gastasse R$ 100,00 não pagaria o frete. Imagina não? A desculpa necessária que eu precisava para gastar com mais livros. Então fui nas minhas listas e nos blogs amigos ver indicações e o que o sebo tinha e me deparei com esse. Achei muito linda essa capa, a tela é Improvisação  nº 27: O Jardim do Amor II (1912) de Kandinsky. Fiquei absolutamente impactada com esse autor, já quero ler outro.

Richard Zimler tem uma história particular, apesar que todas as histórias são particulares. Ele nasceu nos Estados Unidos onde graduou-se em religiões comparadas. Depois ele se mudou para Porto onde naturalizou-se português.



Obra Quadrado de Richard Anuszkiewicz  

O estilo de Trevas da Luz é todo mágico. Um homem se separa de sua mulher de forma traumática. Ele fez tudo para ser largado por ela, mas padece profundamente. Os seus medos de infância se afloram, ele não suporta escuro e dormir sozinho. Então ele passa a procurar inquilinos para dividir o apartamento. Vem uma rapaz e uma história que não parece real começa a se formar. Esse rapaz de feições muito delicadas, que adora guardar objetos, começa a apresentar uma vida completamente diferente a esse homem.



Obra A Natureza Abomina o Vácuo de Helen Fankenthaler

Fica difícil saber se é delírio, sonho, ou se realmente está acontecendo tudo aquilo. Essa viagem no inconsciente provocou reações adversas em mim. Foi uma experiência muito estranha e fascinante na leitura dessa obra. Como o protagonista eu comecei a ter sonhos estranhos, raciocínios pouco convencionais. Só quando o protagonista começou a encontrar o seu caminho, a despertar daquele torpor maluco é que eu tive menos identificação com a obra. Mas foi uma experiência única e agradeço imensamente a minha amiga Hatima Pombo por ter me apresentado esse autor mágico.

Os pintores e o compositor são americanos. Fiquei na dúvida se escolhia artistas do país de nascimento do Richard Zimler, os Estados Unidos, ou onde ele se naturalizou, Portugal, já que na leitura da obra achava o Zimler muito mais português que americano.



Beijos,
Pedrita

16 comentários:

  1. Sim ele é magnifico; eu li O Ultimo CABALISTA D ELISBOA 3 VEZES!
    E tem A Sétima Porta, A Sentinela e agora ando a procura de OS ANAGRAMAS DE VARSOVIA. Geralmente quando eu gosto de um autor vou lendo todos os que encontro traduzidos e publicados em língua portuguesa, do Brasil ou de Portugal. Beijos Pedrita e obrigada por citar o Abrkdbra....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fatima, o primeiro que quero ler é o sentinela. obrigada por me apresentar esse autor.

      Excluir
    2. Sem sombra de dúvida "A Sétima Porta" é o livro mais emblemático de Zimler, uma vez que se trata do assunto em que ele é o sumo mestre: Judeus e Nazistas (sobretudo judeus!). Este livro é um libelo à liberdade e à esperança: forças tão frágeis neste mundo de incertezas em que vivemos. "A Sétima Porta" é um romance de formação, indicado a quem quer compreender como se dá a construção da identidade de uma pessoa numa situação limite em que se confrontam princípios e a própria sobrevivência. Tudo mais em Zimler é cativante, mas é nesta narrativa precisa que está a pedra de toque que conquista o leitor.

      Excluir
    3. claudio, obrigada, vou ver se leio.

      Excluir
  2. Dele só li O último cabalista de Lisboa, um romance histórico muito forte. Já vi alguns filmes curtos baseados em contos dele.
    Efetivamente vive em Portugal há décadas, fala bem o Português mas escreve os originais em inglês e é muito conhecido neste País.

    ResponderExcluir
  3. Já vi que não é meu estilo. Sou muito pragmática.
    Não quero(acho) mais nada que me faça medo, que me assuste.
    Estou lendo Fim, escrito pela Fernanda Torres.

    ResponderExcluir
  4. Pedrita, O escritor Richard Zimler comentou sobre o seu blog na pagina dele no Facebook! Muito legal....

    ResponderExcluir
  5. Uau! Não conhecia esse autor, ba pedida essa sua. Parece bem denso esse livro.
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. adriana, é denso sim, mas muito mágico.

      Excluir
  6. "O Último Cabalista de Lisboa" é excelente. Quero ler agora "A SentinelA".

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem? Assisti "O Grande Gatsby" no cinema. Eu gostei do longa e do Leonardo Di Caprio. Não compreendi algumas críticas negativas ao filme. Bjs, Fabio www.fabiotv.zip.net

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fabio, eu tb gostei bastante. e é visualmente lindo.

      Excluir

Bons comentários!