segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Carol

Assisti no cinema Carol (2015) de Todd Haynes. Queria muito ver esse filme, adoro a Cate Blanchett. É maravilhoso! Delicado, sutil. É baseado no livro de Patrícia Higsmith que quero ler. Essa autora é especializada em livros policiais, de ação, ela que escreveu a saga Ridley´s. Nossa protagonista está se divorciando e conhece uma vendedora de loja de departamentos de brinquedos. É Natal!

As duas são muito diferentes. De uma família de posses, Carol mora em uma mansão, o marido é de uma família tradicional. A jovem vendedora é pobre, mora em um pequeno apartamento sem aquecimento, tira fotos ainda por hobby. É muito sozinha. Tem vários amigos. Carol tem as relações do marido e de amiga só a madrinha da filha que já foi sua companheira. O marido sabe que ela teve antes um relacionamento com a madrinha. Ele se casou sabendo, mas se aproveita dessa relação para pedir a guarda da filha alegando cláusulas de moralidade. O ex-marido bebe muito, vai levar a criança à noite em uma época que as estradas eram mais escuras, é agressivo com a ex-mulher, mas quem põe a filha em risco era a ex-mulher. Ele é interpretado por Kyle Chandler.

Para conseguir a guarda da filha ela começa a se sujeitar. Almoços com os sogros e suas indiretas, psicoterapeuta para o tratamento. Só pode visitar a filha com supervisão.

As duas atrizes estão excelentes. A vendedora é interpretada pela Rooney Mara. Tudo é contido, discreto, movimentos econômicos, olhares sutis, tudo pouco, que já era muito para a época. Ainda no elenco: Sarah Paulson, Jack Lacy, John Magaro e Cory Michael Smith. Carol concorre a vários Oscars para as duas atrizes, figurinos, roteiro. A ambientação de época é primorosa. Além das atrizes é uma categoria também merecida. Lindo o carro da protagonista. Passou em brancas nuvens no Globo de Ouro.


Beijos,
Pedrita

14 comentários:

  1. No livro é sutil também...
    E eu vou ver hoje....

    ResponderExcluir
  2. É mais um filme que está na minha lista para conferir.

    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Quase assisti no domingo, mas, por uma questão de horário acabei escolhendo A Grande Aposta. Fica para o próximo fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. bruxa, está em poucos cinemas em poucos horários, mas ainda está melhor que as sufragistas que estava difícil de achar uma sala e um horário.

      Excluir
  4. Adoro a Cate Blanchett, ela é fantástica
    Big Beijos
    LULU ON THE SKY

    ResponderExcluir
  5. Ouvi falar do filme.
    Não sabia que tinha sido escrito pela Patrícia Higsmith de quem já li uns livros(nem lembro quais)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. liliane, q privilégio, nunca li nada dessa autora. vc vai gostar do filme é lindo.

      Excluir
  6. Quero ver este filme, apesar de ter lido críticas que diziam que ele é mais bonito do que profundo, rsrs. Li alguns livros da Patrícia Highmisth.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. marly, carol é muito profundo. esse comentário que não é, é machista.

      Excluir
  7. Eu assisti ontem, Pedrita. Um excelente diretor e uma grande atriz, só pode ser um belo resultado. adoramos o filme. fui assistir coma minha neta Sofia....

    ResponderExcluir

Bons comentários!