quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Meu Pior Pesadelo

Assisti Meu Pior Pesadelo  (2011) de Anne Fontaine no Max. Eu estava zapeando, esse filme estava começando nos letreiros e apareceu a incrível Isabelle Huppert. Adoro essa atriz. Comecei a ver e foi uma grata surpresa. Os minutos iniciais são chatinhos, a protagonista está discursando contrária aos testes vocacionais e de Qi. Depois em casa ela vai conversar com o filho e se surpreende com a inteligência do amigo dele.

O pai desse menino é um homem todo atrapalhado. Ela já é uma mulher bem sucedida, bem casada. Ela é produtora de exposições e o marido editor de livros de sucesso. Os dois tem muitas afinidades intelectuais e uma vida financeira muito confortável. O pai do colega do filho pode perder a guarda do filho porque não tem dinheiro, morou em uma van um tempo com o filho. Atualmente mora em um buraco no prédio. Ele começa a consertar o apartamento do casal, acaba indo morar no quarto de empregada. O pai do garoto é interpretado por Benoît Poolvoorde.

O filme é muito engraçado e bem pouco convencional. Apesar da identificação intelectual do casal, eles vivem como pinguins, como diz o marido. São frios nas relações entre si, inclusive com o filho. O marido é interpretado por André DussolierOutra do elenco é Virginie Efira. Os meninos são interpretados por Corentin Devroey Donatien Suner.

Já esse homem atrapalhado é mais afetivo, mas também instável. O que mais gostei é que os defeitos e qualidades continuam. A aproximação desse pai e filho muda a vida deles, ela fica mais sensível, o marido resolve procurar afeto, mas eles continuam quem são. Ela continua mais fria, o pai do rapaz continua atrapalhado e sumindo sempre que faz algo errado. Eles são imperfeitos e é essa imperfeição que faz o filme tão real. Adorei!



Beijos,
Pedrita

10 comentários:

  1. Em 2011 vi e gostei de "O Meu Pior Pesadelo" de Anne Fontaine.

    Gosto muito dos actores franceses André Dussolier e Isabelle Huppert.

    Abraço e continuação de bons filmes!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ematejoca, tb gostei muito desse filme. agora vou ficar atenta a essa diretora. é o segundo filme que vi dela.

      Excluir
  2. Oi, Pedrita,

    Ontem me lembrei de você, porque estava passando na TV o filme Sem evidências, que eu acabei não assistindo, porque já cheguei ao canal no fim do filme, rsrs.
    Quanto ao filme deste post deve ser bem legal, sou também fã da Isabelle Huppert.

    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. marly, esse filme do post de agora é uma graça.

      Excluir
  3. Olá Pedrita,
    Vi poucos filmes do cinema europeu, parece boa a sua dica.
    Big Beijos
    Lulu on the Sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. lulu, o max passa bastante. e filmes mais recentes, nem tão cults. muitos são uma delícia de ver como esse.

      Excluir
  4. Não conhecia e já gostei! Vou tentar assistir. Essa atriz é ótima mesmo.

    ResponderExcluir

Bons comentários!