quarta-feira, 10 de outubro de 2018

As Irmãs Siamesas

Assisti a peça As Irmãs Siamesas de Sebastien Brottet-Michel no Teatro Aliança Francesa. Gostei muito! Duas irmãs se encontram depois de um tempo após a morte da mãe delas. Uma ficou na cidade do interior, a outra seguiu para a cidade grande. A que ficou acabou cuidando da mãe e a outra ligava uma vez por semana achando que era suficiente.

Com esse encontro as duas vão relembrando de suas histórias, realizações e frustrações. Como acontece, a vida vai se descortinando e alguns projetos são realizados e outros não. A vida sempre atropela com o imponderável mudando perspectivas. Muito bom texto de José Rubens Siqueira! Adorei as atrizes Cinthya Hussey e Nara Marques. Gostei muito dos figurinos e visagismo de Kene Heuser e a caixa onde elas contracenam, claustrofóbica, pequena, como a casa da nossa infância que voltamos e ficou muito menor de tamanho. A cenografia é de Marisa Rebollo. A iluminação de Rodrigo Alves ´Salsicha´,  gostei muito das sombras e contornos, lindo demais. Ótima trilha sonora de Wayne Hussey. O diretor é francês e ator do Théâtre du SoleilAs Irmãs Siamesas ficam em cartaz até 2 de dezembro.

As fotos são de Heloísa Bortz

Beijos,
Pedrita

18 comentários:

  1. O tema dessa peça é bem do tipo que me fisga, pena que possivelmente ela não virá para cá, apesar de termos Aliança Francesa, com um bom teatro/auditório aqui também.

    P,S: Te mandei um e-mail com a resposta à pergunta que você fez.

    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. marly, quem sabe, é uma peça que tem como viajar. acho que vc gostaria.

      Excluir
  2. Olá, Pedrita!
    Quando vejo gêmeos siameses fico triste, principalmente aqueles que não podem fazer a cirurgia.
    O mundo é cheio de coisas, ainda bem que essas da peça foram separadas. Uma interessante, eu adoraria assisti-la.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. andréa, é muito triste mesmo gêmeos siameses, na peça elas são irmãs de idades diferentes e o siamês é uma metáfora da ligação afetiva.

      Excluir
  3. Deve ser emocionante essa peça.
    big beijos

    ResponderExcluir
  4. Elas foram siamesas e depois de separadas, cada uma seguiu um destino?
    Interessante, me parece.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. liliane, na peça elas são irmãs de idades diferentes e o siamês é uma metáfora da ligação afetiva.

      Excluir
  5. Eu pensei que elas tinha sido separadas e só se encontraram após a morte da mãe.
    Então elas são grudadas pela história e pelo coração. Rs

    Beijinhos, ótimo feriado ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. andréa, isso, é uma metáfora, siamesas pela ligação afetiva.

      Excluir
  6. Olha deve ser interessante essa peça!! Queria eu poder ver!! 😘

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem?: Esse teatro é super pertinho de casa. Sempre estou lá. Bjs, Fabio www.blogfabiotv.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Eu adoraria assistir!
    Deve ser impactante é ao mesmo tempo sensível.
    Amei sua frase: a vida com seu imponderável sempre atropela as perspectivas.
    Bjs Luli

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. luli, que bom que gostou do meu texto. há uma ideia hj motivacional que basta acreditar que tudo acontece. e não é assim. e como as pessoas ficam com expectativas demais. fica mais difícil ainda lidar com as frustrações. que são muitas na vida. eu gostie muito da peça.

      Excluir

Bons comentários!