sábado, 2 de julho de 2011

Reis e Rainhas

Assisti Reis e Rainhas (2004) de Arnaud Desplechin no Telecine Cult. Nunca tinha visto um filme desse diretor, mas esse quis ver nos cinemas pelos elogios nos jornais impressos, mas não consegui. Fiquei feliz que está na programação do Telecine Cult. Novamente antes de começar tinha um vídeo esclarecedor do Marcelo Janot. Esse diretor fala muito da desintegração da família. Janot inclusive ressaltou que nesse a família já está desintegrada.

O filho está passando as férias com o avô, a mãe que trabalha em uma galeria vai visitá-los. Ela descobre que o pai está muito doente. A irmã parece mais preocupada com os seus problemas e não vem ajudar. Essa mulher independente tem uma relação afetiva conturbada. O pai do seu filho morreu antes dele nascer. Depois ela ficou uns 7 anos vivendo com outro homem e agora encontrou uma relação mais tranquila com um homem muito rico, mas ainda eles não foram morar juntos. Como muitas das relações de hoje cada um vive em um canto, vive no seu canto, tanto que apesar do pai sentir dores há meses essa filha, nem a outra, nunca souberam. O distanciamento dessas pessoas me assustou. 

Em paralelo há a história do ex-companheiro dessa mulher. No início ele é internado em um hospital psiquiátrico contrário a sua vontade. Ele parece ser o mais sã de todo o filme, o mais lúcido. O elenco é excelente: Emmanuelle Devos, Mathieu Amalric, Catherine Deneuve, Maurice Garrel, Nathalie Boutefeu e Jean-Paul Roussillon.


Beijos,

Pedrita

4 comentários:

  1. Deve ser bom esse hein? Ontem assisti o novo do Woody Allen no cinema e o novo da velha Catherine, "Potiche", em casa. Ela esta tao gorducha e senhora, nao tem tanta idade para isso, achei estranho. A produçao começa uma chatice, mais ao longo vai ficando mais interessante. Nao sei se vale a pena. Depardieu esta desperdiçado no filme e por ai vai. Esse diretor que voce fala, acho que tb nao assisti nenhum dele. Vou procurar saber. Beijos e boa semana!!! Cam

    ResponderExcluir
  2. Valeu a dica. Não conhecia este filme. Amalric me parece um ótimo ator, é uma pena que sua estreia como diretor tenho sido infeliz.

    ResponderExcluir
  3. Pedrita, bom dia!

    Esse filme deve ser interessante.

    Há muita semelhanca com a nossa geracao em muitos aspectos.

    Bjao e uma linda semana prá você.

    ResponderExcluir
  4. camille, a deneuve está com 68 anos. nem parece.

    enaldo, gosto muito do almaric tb.

    georgia, vc vai gostar, mas é triste.

    ResponderExcluir

Bons comentários!