quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Além do Tempo - 1ª Fase

Assisti a novela Além do Tempo - 1ª Fase de Elizabeth Jhin na TV Globo. Que obra de arte! Agora a novela segue no tempo atual. Essa autora mexe muito com o fantástico. Mescla ideias de reencarnação, com alguma vertente espírita, mas não fica com discursos. É o mote para a criação da história. Eu não costumo falar de novelas, séries e livros antes de terminar de vê-los, mas essa novela fecha um ciclo e começa praticamente uma segunda novela, uma incrível inovação que merecia um post a mais.

Um folhetim clássico, inspirado no amor impossível de Romeu e Julieta, mas com a inovação de seguir no tempo mais de 100 anos depois. Lindo o amor de Lívia e Felipe, ela interpretada pela linda Alline Moraes e ele por outro talentoso ator, Rafael Cardoso. Li entrevistas com a Alline Moraes que ela tinha muito receio de fazer uma mocinha, agora a atriz é mãe, e que tinha receio de não conseguir convencer já que a moça tinha sido criada em um convento. Mas ela foi tão incrível e ela mesma se surpreendeu com a aceitação do público. O sucesso está no maravilhoso texto. Os segredos que ela não podia revelar realmente não podiam ser revelados. 

A condessa interpretada magistralmente por Irene Ravache, um de seus melhores papéis, tinha mandado matar a mãe da Lívia várias vezes. Então resolveram deixar que a condessa achasse que tinha conseguido para a mãe ficar protegida. E um segredo assim não pode ser revelado. A mãe de Lívia foi interpretada por Ana Beatriz Nogueira. Muito interessante também a relação de crueldade entre a condessa e sua fiel escudeira interpretada incrivelmente pela Nívea Maria. Uma mulher amargurada que sacrificou a sua vida para criar o filho e vivia a sombra da condessa que só a maltratava. A sensação que eu tinha é que uma não podia viver sem a outra tão fechadas em suas neuroses de algoz e vítima.
As vilãs eram incríveis, arrasaram Paola Oliveira e Júlia Lemmertz. Júlia Lemmertz, interpretava Dorotéia, como ela mesmo dizia era uma plebeia, tinha tido a sorte de fazer um bom casamento com um nobre e sua filha era meio nobre. Amava o casal dela com o Bento, o vilão mor da novela, interpretado brilhantemente por Luiz Carlos Vasconcelos. Que personagem rico. Ele que fazia todas as maldades que a condessa ordenava. Uma delícia o romance que ele tem a Dorotéia.

Val Perré ganhou um grande personagem. Estava no início de Babilônia que ainda não acabara quando ele abraçou o Raul de Além do Tempo. Como é uma novela de época não seria possível ele não falar de negritude e de escravidão. Ex-escravo, ele tinha sido abandonado pela mulher que lhe deixou o filho. Além do conde Bernardo, ele era o único que conseguia fazer as rosas ficarem maravilhosas pelos seus cuidados e sensibilidade. Ele e a Gema se apaixonam, que casal lindo. Ela sofria porque o filho não aceitava, mas também porque era mais velha que ele. Mas ele não se importava com a questão da idade, só com a desavença entre mãe e filho porque ele sabia da importância de uma família já que era um ótimo pai. Pena que esse casal não pode ficar junto. A Gema foi interpretada lindamente pela Louise Cardoso.
Adorava todas as crianças, com histórias completas e consistentes. Foram interpretadas por Mel Maia, João Gabriel D´Aleluia e Kadu Schons. Adorava as preceptoras também interpretadas por Daniela Fontan, atriz que adoro e Dani Barros.

Incrível nessa cena com os empregados, quando ainda não conhecíamos suas histórias. As histórias dos empregados eram muito completas. Letícia Persiles, atriz que amo, interpretou uma doce e sonhadora jovem que cai na sedução de um conquistador, interpretado muito bem por Rômulo Estrela. Ele é filho de Dorotéia e junto com a mãe estão sempre preparando golpes. A família de Dorotéia está falida e precisa da bondade da condessa e de bons casamentos para não cair na miséria. Outra empregada que gostava muito da personagem foi Carola, interpretada por Ana Flávia Cavalcanti, ela trabalhava como empregada na casa da condessa, mas o sonho era poder ter dinheiro para pagar os estudos e ser professora.
Muito rica a história da personagem da Carolina Kasting, atriz que adoro. São vários segredos em vários personagens de Além do Tempo o que enriquecia muito a trama. Rosa Ventana tinha tido um filho e suas escapadelas eram para vê-lo. Com o trabalho ela pagava uma mulher para cuidar dele. Severa também tinha um segredo.
Uma das poucas novelas que foi tão correta com a música erudita. Melissa tocava muito bem piano, eles se sentavam após o jantar para ouvi-la. Eram peças pequenas, mas executadas inteiras na novela. E não as óbvias Claire de Lune. E sim outras obras, uma só romântica, as outras densas. Só quando o menino Alex foi aprender a tocar que começou pelas mais fáceis e algumas eram mais conhecidas, mas nem todas. Fiquei curiosa em saber de quem eram as mãos de pianista que mostravam. E muito bem feita a edição, parecia mesmo que era a Melissa tocando. E tiveram o cuidado de escolher uma ótima pianista, mas com dedos finos e bonitos como os da Paola Oliveira.

Eu já gostava do Emílio Dantas em personagens da TV Record, fiquei muito feliz com ele na TV Globo e em um personagem tão complexo. Um egoísta, ele só queria o seu amor pra ele, mas mesmo assim a põe em risco para matar o seu rival. As cenas finais ele arrasa e é muito surpreendente. Tudo é impecável. Cenários, figurinos, caracterizações, direções de cena e de arte. Essa novela é  uma obra de arte.

Tinham muitos atores e personagens que eu gostava: Felipe Camargo, Luís Melo, Carlos Vereza, Cassiano Carneiro, Michel Melamed, Othon Bastos, Norma Blum, Inês Peixoto, Caio Paduan, Marcelo Torreão, Flora Diegues, Nica Bonfim, Saulo Arcoverde e Wagner Santisteban.

Concordo com o FabioTV que o único ponto negativo foi a música da abertura. Não tinha nada a ver. E eu ainda ouvia sempre "palavras, palavras, palavras, ao Bento".


Beijos,
Pedrita

18 comentários:

  1. Você falou tudo, a novela arrasou nos atores, autora, direção, tudo! Menos é logico que na música da abertura. Acreditas que quando começou a novela não assistia por conta da cantiga chata! O que tinha de linda a abertura da Sete Vidas tem esse de horrorosa.
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. adriana, fiquei surpresa de ver que vários detestaram a música. a novela é realmente maravilhosa.

      Excluir
  2. Amei a sua resenha sobre a novela mais eu não assisto faço
    ballet clássico e contemporâneo e é a semana toda, quando chego
    em casa ela já tem terminado.
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=EgeQXJjUpSQ
    Bloghttp://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nequéren, que bacana que faz ballet. eu fiz bastante tempo tb. comigo é ao contrário. eu saio mais depois da novela para eventos. é a que mais consigo ver.

      Excluir
  3. Olá, tudo bem? Opa!!!! Fiquei feliz com a menção do meu blog!!!!! Obrigado!!! "Palavras, palavras, palavras, ao Bento".kkkkkkkk.... Doroteia que pensa só no Bento kkkkk Cena chocante no encerramento da primeira fase hein.... Veremos o que acontece nesta segunda fase.. Acho estranho os personagens com os mesmos nomes....Bjs, Fabio www.fabiotv.zip.net

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fabio, de nada. eu sempre achava q o bento tinha exigido a música para ser mais importante de todos hahahahah. eu gostei da licença poética de todos terem o mesmo nome. gosto desse lado fantasioso da elizabeth jhin.

      Excluir
  4. Quando essa novela começou, algumas amigas me indicaram e vendo as fotos e algumas cenas achei linda e bem ao estilo do que eu gosto de assistir. Pena eu ter perdido o costume de assistir tv!

    Beijos, Pri
    vintage.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Pedrita, eu não gostei da novela no começo. Isso aconteceu pq eu gostei demais da novela anterior, 7 Vidas. Estava, vamos dizer assim de luto por causa do final da minha novela preferida. Aí não tive como me envolver com Além do Tempo naquele momento. Mas a novela foi me consquistando aos poucos. E agora posso dizer que adoro a novela e achei o final impactante! Sim final, porque são duas novelas em uma, uma estratégia inovadora e ousada. Fiquei com receio da mudança de fase, mas eles fizeram tudo muito bem feito. O primeiro capítulo da nova fase foi perfeito. Ah, eu também ODEIO a música da abertura. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. patry, eu tb me incomodei na primeira semana. muito histéricas as duas antagonistas emília e condessa. o tom da condessa melhorou, mas a emília continuou e continua histérica, até mesmo na segunda fase. vários blogueiros tb odiaram a música. estou adorando a nova fase. gostei q não estão enrolando. estão agilizando.

      Excluir
  6. Hello minha querida!
    Na hora que passa essa novela eu faço a minha caminhada, mas
    gostei da resenha!

    Bjs, ótimo fds! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. andréa, é um bom horário, ainda mais agora no horário de verão.

      Excluir
  7. Essa novela é bem polêmica, há quem ame e quem odeie. Eu não perco meu tempo com novelas da globo mais, não me convencem, no momento estou assistindo apenas Os 10 mandamentos da Record e estou apaixonada.
    Bom fim de semana!
    Fica com Deus!
    Beijos!

    http://nannafonseca.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nanna, essa novela não promoveu polêmica nenhuma. belíssima. é bem feita a ficção de dez com um deus tão mal.

      Excluir
  8. Eu detesto a cantora Ana Carolina.Acho um desastre.
    Sim, a música de abertura é um horror.

    Não entendi nada nessa 2 fase quando vi Aline Moraes sem o Rafael Cardoso. Pode explicar?
    Ana Beatriz Nogueira além de bonita é excelente atriz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. liliane, não há lógica nem roteiro na segunda fase. são as mesmas almas, mas a vida levou cada um para outro lugar.

      Excluir

Bons comentários!