terça-feira, 25 de junho de 2013

O Artista

Assisti O Artista (2011) de Michel Haznavicius no Max. Esse foi um filme que não pensava em ver nos cinemas, na tv a cabo me arriscaria. É bacana, os dois atores são lindos, mas tinha uma outra ideia. Sempre achei que seria um filme nostálgico, bonito, alegre, sobre o cinema mudo. Até compreendo que quiseram contar o dilema que foi lidar com transição entre o cinema mudo e o falado, mas não imaginava que o filme cairia para um melodrama exagerado, profundamente dramático, beirando o trágico e tão arrastado que cansou.

Gostei muito dos dois atores principais interpretados por Jean Dujardin e Bérénice Bejo. Ele é francês e ela é argentina. Mas o grande personagem de O Artista é o cãozinho, amei, e uma graça como ele vive grudado no protagonista. O motorista também está ótimo, James Cromwell. Alguns outros do elenco são: John Goodman, Penelope Ann Miller e Joel Murray. O Artista começa em 1927.

Bejios,
Pedrita


21 comentários:

  1. Pedrita,
    Só pego o Artista já começado..rsrs... Até tentei ver mas dormi no meio. Mas que o Jean é lindo maravilhoso e gostoso ele é! E o cão é fofo demais!
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. adriana, cansa mesmo. eu tive que me esforçar pra continuar a ver. a parte alegre é o começo. o resto é bem sofrível.

      Excluir
  2. Pedrita vou te confessar uma coisa inconfessavel: nao assisti. Larguei do começo. Como voce, andei desconfiada que ia ser assim ou assado. Mas nao apostei, nao conferi. Quem sabe um dia. Pra mim foi muito alarde pra pouca festa sabe?
    Mas se voce fala que é bom, acredito. Confio no teu criterio.
    Bjao

    ResponderExcluir
  3. adoro filmes com cães!!! bjo www.anaherminiapaulino.blog.uol.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. aninha, pelo cãozinho vale a pena ver o artista.

      Excluir
  4. Gostei muito do filme, achei uma excelente homenagem ao cinema mudo a preto e branco.
    Penso que os exageros exatamente como uma sátira aos excessos dos filmes de então pelo facto de não haver diálogos em direto e onde muitos não sabiam ainda ler de modo ao espetador perceber bem o enredo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. carlos, achei o melodrama exagero em tempo. os filmes mudos exageravam, mas durava pouco. nesse se arrasta por muitos minutos.

      Excluir
  5. Oi Pedrita,
    Esse eu fiquei com muita vontade de assistir!
    Mas aqui em casa acho que ninguém vai querer me acompanhar!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nina, é bom, mas cansativo. arrastaram demais no melodrama.

      Excluir
  6. Adorei esse filme, e foi muito bacana ver um filme mudo no cinema. De fato, o cãozinho é o máximo!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Esse filme foi o grande vencedor do Oscar de melhor filme.
    Obrigada pela sua visita e pelo seu comentário.
    Big Beijos
    Lulu
    http://luluonthesky.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. lulu, confesso qeu não achei tudo isso. é legal.

      Excluir
  8. Pedrita, eu nao gostei, achei chatíssimo.

    Beijos querida, espero que esteja tudo bem.

    Obrigada pelo carinho da tua amizade, mas ando numa corrida só por aqui. Sorry.

    Bjao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. georgia, eu achei legal, mas cansativo. eu que agradeço a sua amizade.

      Excluir
  9. Também não quis ver no cinema, mas na tv a cabo, pretendo assistir.

    ResponderExcluir
  10. É verdade. Eu também assisti.

    Você já leu o livro EU SOU UM GATO ? MARAVILHOSO....

    ResponderExcluir
  11. Oi Pedrita.
    Também não fui assistir esse filme no cinema.
    Sei lá... Fiquei um pouco com o pé atrás.
    Bjs.
    Elvira

    ResponderExcluir

Bons comentários!