sábado, 29 de junho de 2013

A Casa das Sete Mulheres

Assisti em DVD a minissérie A Casa das Sete Mulheres (2003) de Maria Adelaide Amaral e Walther Negrão. Direção de Jayme Monjardim e Marcos Schetman. A Casa das Sete Mulheres é inspirado no livro de Letícia Wiezchowski. Essa minissérie foi exibida na TV Globo e novamente por coincidência começou a ser exibida no Canal Viva. Outra minissérie que vi aconteceu o mesmo enquanto assistia. Eu gostei bastante e acho muito criativa a criação de um enredo pelas mulheres que ficavam aguardando em casa seus homens na guerra. E também gosto que a minissérie conte um pouco do que foi a triste Revolução Farroupilha no Rio Grande do Sul.

Mas eu me incomodo com a licença poética de algumas pessoas que realmente viveram nesse período. Gosto de personagens ficcionais entre os reais, mas que os reais tenham uma história muito diferente da real eu não gosto. O elenco é enorme e incrível. As mulheres dessa foto são atrizes incríveis: Camila Morgado, Mariana Ximenez, Daniela Escobar, Eliane Giardini, Bete Mendes, Nívea Maria e Samara Felippo.

O elenco masculino também é incrível: Werner Schünemann, Murilo Rosa, Rodrigo Faro, Antônio Pompeo, Tarcísio Filho, Thiago Fragoso, Marcello Novaes, José de Abreu, Bukassa Kabengele, Zé Victor Castiel, Luís Melo, Theodoro Cochrane, Dado Donabella, Bruno Gagliasso, Zé Carlos Machado, Douglas Simon, Carmo Dalla Vecchia e Maurício Gonçalves.




A Casa das Sete Mulheres tem uma fotografia belíssima. São incríveis as cenas de guerra, são muitas cenas de batalhas, imagino a exaustão que deve ter sido realizá-las. A quantidade de figurantes é monumental. Os figurinos são impecáveis e belíssimos. No núcleo italiano, chegam para incorporar a luta o lendário Giuseppe Garibaldi interpretado pelo Thiago Lacerda e seu companheiro interpretado por Dalton Vigh. Giuseppe Garibaldi se apaixona por Anita, que se torna outra figura lendária, a Anita Garibaldi interpretada por Giovanna Antonelli. Imagino que algumas histórias sobre essas figuras lendárias nos deixem na dúvida de sua veracidade já que ídolos e lendas ampliam os fatos. Giuseppe Garibaldi era um herói da liberdade.

Me incomodei muito com as histórias ficcionais das personagens Rosário e Manuela. A da Manuela me incomodou mais porque é baseada em uma pessoa real. As duas atrizes estão ótimas, mas as personagens são muito chatas. Enquanto a família toda sofria com as agruras da guerra e muitas mortes na família as duas só sabiam chorar e suspirar por suas mesquinharias. Essa minissérie precisou ser muito longa e se arrasta em alguns momentos.

O elenco é extenso e com muitas participações. Alguns destaques do elenco são: Rosi Campos, Christiane Triceri, Viviane Porto, Ana Beatriz Nogueira, Jandira Martini, Amandha Lee,  Carla Diaz, Heitor Martinez, Arieta Correa, Mary Sheila e Carla Regina. Fazem participações: Sabrina Greve, Ney Latorraca, Ariclê Perez, Tarciana Saad, Juliana Paes e Roberto Bomtempo



Beijos,
Pedrita

15 comentários:

  1. Amei essa minissérie. Depois eu descobri que realmente essa Manuela se envolveu com o Giuseppe Garibaldi.
    Big Beijos
    Lulu
    http://luluonthesky.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. lulu, é licença poética. pode ser que o giuseppe se interessou por ela. mas foi ela q se interessou por ele. não há registro que tiveram um romance. ela nunca casou.

      Excluir
  2. Oi Pedrita
    Eu assisti na época! Muito bom adorei!
    Quando eu ela criança, lembro de ter visitado a casa da Anita Garibaldi, em Laguna se não me engano.
    Hoje no blog, citei um filme e lembrei de você!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nina, eu fiquei com vontade de visitar a casa da anita garibaldi.

      Excluir
  3. Oi lindinha!
    Estou visitando seu blog pela primeira vez e ADOREI!!!
    Já estou seguindo pra ficar sempre atenta as novidades.
    Convido você para visitar o meu e me segue tb!!
    Tenha um lindo fim de semana!!
    Super beijinho no coração.
    www.jananogueira.com

    ResponderExcluir
  4. Ótimo comentário. Eu que não gosto de TV, dou a minha mão a palmatória por esta minissérie!
    A proposito EU AMO O ITALO CALVINO!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fatima, eu acho ótimo que a tv aberta faça minisséries que contem um pouco da história do brasil. e gosto de personagens ficcionais no meio dos reais. só não curto que pessoas históricas tenham histórias ficcionais.

      Excluir
  5. Vi pouco quando a Globo exibiu, mas foi um trabalho bem feito, ela sabe fazer bem isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ruby, realmetne a produção é impecável.

      Excluir
  6. Eu assisti esta minisserie na época que passou na tv adorei muito bem feita .. beijos bom domingo

    ResponderExcluir
  7. Eu não gostei dessa minissérie.... fui ver minha mãe é uma peça amei....bj....www.anaherminiapaulino.blog.uol.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. aninha, eu gostei de vários aspectos. outros nem tanto. vou ver detalhes dessa peça. obrigada.

      Excluir
  8. Eu adorei o livro e qdo fui ao Brasil comprei a serie. Impecavel.

    Bjao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. georgia, só soube do livro depois na entrevista com a maria adelaide amaral.

      Excluir

Bons comentários!