domingo, 10 de julho de 2011

Um Homem Sério

Assisti Um Homem Sério (2009) dos Irmãos Coen no Telecine Cult. Recentemente que comecei a ver vários filmes desse diretor, não lembro qual blogueiro falou que eu tinha que ver esse e se esse blogueiro ainda me visita. Como sempre os filmes dos Irmãos Coen causam desconforto e não sei o motivo desse ter me incomodado muito. Nosso protagonista é Um Homem Sério que está com problemas em todas as áreas. A mulher quer se separar porque quer se relacionar com um amigo deles. Os filhos adolescentes estão mais rebeldes que o normal. Ele mora com a família e com um irmão que está encostado neles e ainda atrapalha todo mundo. E no trabalho ele é pressionado por um sul-coreano que tirou nota zero. Ele ainda no trabalho está para ser efetivado mas com os problemas de denúncias que recebe pode não conseguir.

Michael Stuhlbarg está excelente como o Homem Sério. Outros do elenco são: Richard Kind, Fred Melamed, Sra Lennick, Aaron Wolff e Jessica McManus, O filme Um Homem Sério é bastante crítico em relação a cultura judaica. As conversas com os rabinos são constrangedoras. Um Homem Sério insinua bem mais do que dá respostas. É angustiante!

Beijos,
Pedrita

8 comentários:

  1. Eu já havia assistido e gostei muito pois também gosto dos irmãos Cohen. Eu acho que o protagonista, apesar de estar passando por várias dificuldades, ainda não consegue se libertar da tradição e dos costumes e continua enredado e infeliz. Só mesmo um tornado para, quem sabe, mudar o rumo dos acontecimentos.
    Denise

    ResponderExcluir
  2. Nao aguentei assistir esse filme. Voce gostou?
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá, Pedrita! Gostei não só de suas indicações como das suas ótimas resenhas. Abraços. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  4. Olá, Pedrita, tudo bem? Assisti à peça A Escola do Escândalo no sábado.. Excepcionalmente escrevi sobre teatro no meu blog.. Gostei e recomendo para todos os seus leitores. Bjs, Fabio www.fabiotv.zip.net

    ResponderExcluir
  5. Os filmes dos irmãos Coen têm um humor que não agrada a todos porque exibe a fragilidade - ou patetice - de cada ser humano normal.

    Eu gosto, rs..., apenas não entendi porque todos os atores são judeus, mesmo sendo um filme para e pela cultura judaica. Pareceu-me peixada, patotinha, clientelismo, coisa de países atrasados, não dos EUA. (Não que eu goste particularmente de lá)

    ResponderExcluir
  6. Oi Pedrita! Mais uma boa indicação. Beijinhos, boa semana

    ResponderExcluir
  7. Oi pedrita, nao sei se já assisti algum filme dele, pelo jeito muita gente nao gosta.

    Bjao

    ResponderExcluir
  8. dê, realmente ele tem dificuldade de se libertar.

    camille, eu gostei muito, mas realmente o filme é muito incômodo. dá angústias ver como nosso protagonista sofre e a hipocrisia daquela sociedade.

    cacá, obrigada.

    fabio, é uma peça q quero ver, vou lá ler no seu blog.

    enaldo, realmente incomoda. não sabia q os atores são judeus. fiquei curiosa, mas é possível q eles mesmo critiquem exageros de suas crenças.

    georgia, os filmes deles incomodam pq mostram as nossas mazelas. eu adoro.

    ResponderExcluir

Bons comentários!