quinta-feira, 14 de julho de 2011

XIV Prêmio Carlos Gomes de Ópera e Música Erudita

Fui a cerimônia de entrega do XIV Prêmio Carlos Gomes de Ópera e Música Erudita na Sala São Paulo. A realização é da Algol Editora. Fiquei muito feliz que o compositor Edmundo Villani-Côrtes ganhou o Troféu Guarany, o mais importante da noite, pela sua brilhante carreira. O concerto foi com a Orquestra Sinfônica de Santo André, sob regência de Carlos Moreno e com os solistas Rodrigo Esteves e Niza de Castro Tank. Começou com a bela abertura da ópera Fosca de Carlos Gomes, eu gosto demais dessa ópera. Nessa noite teve a estreia mundial de uma obra do Carlos Moreno, a Canção do Sentir que foi composta sob um poema de Fernando Pessoa. Belíssima obra! Rodrigo Esteves ainda interpretou da ópera Macbeth de Verdi a ária Pietà rispetto amore. O concerto terminou com a Niza de Castro Tank interpretando a ária Vitória de Carlos Gomes. A apresentação foi da Mônica Waldvogel. Eu gosto muito que esse prêmio sempre traz vídeos dos indicados, com trechos das óperas e dos profissionais dessas óperas que concorreram. O prêmio de Melhor Ópera do ano foi para O Barbeiro de Sevilha da Cia. Brasileira de Ópera que viajou e viaja ainda pelo Brasil todo, que eu vi no Teatro Alfa e comentei aqui.
Essa foto é da Luciana Aith e é do final, quando os vencedores subiram ao palco.


Beijos,
Pedrita

3 comentários:

  1. Eu também gosto muito da Fosca, Pedrita. Beijos

    ResponderExcluir
  2. e você sempre com gostos muito sofisticados

    ResponderExcluir
  3. ana maria, q incrível q vc tb conhece essa ópera.

    pretérito, obrigada.

    ResponderExcluir

Bons comentários!