segunda-feira, 6 de agosto de 2012

A Queda


Terminei de ler A Queda (1956) de Albert Camus. Comprei esse livro em um sebo por R$ 10,00. Não é o dessa capa, é de uma edição do Círculo do Livro. Eu adoro esse autor e esse não tinha lido. O estilo lembrou Memórias do Subsolo de Dostoiévski. Isso não é uma análise técnica, só uma impressão informal de estilo. Ambos são os pensamentos, muitas vezes filosóficos, sobre os fatos.

Obra Buquê de Dálias e Livro Branco (1923) de Henri Matisse

O protagonista de A Queda é um homem narcisista e egoísta, palavras que são quase sinônimos, mas juntas refletem bem a personalidade desse homem. Tudo o que ele faz é para conseguir a aprovação da sociedade. Ele faz várias ações de caridade, mais para ficar bem aos olhos dos outros do que pela preocupação com os outros. Incrível como essa prática é atual. Muitas empresas, ou mesmo pessoas atualmente só se engajam em projetos sociais para ficar bem aos olhos dos clientes, da sociedade do que pela preocupação com os seus semelhantes. Alguns inclusive estão engajados em projetos sociais, mas exploram e maltratam os funcionários.

Obra A Ópera Cômica de Édouard Goerg

Vou falar detalhes do livro: Ele sempre ajudava as pessoas pelo seu ego, para que as pessoas o olhassem e o admirassem. Mas quando um homem cai no rio e começa a se afogar em um momento que não há ninguém, o protagonista não faz nada. O livro é todo irônico.

Eu tinha vontade de anotar muitos trechos, quase o livro todo, mas realmente o melhor é ir degustando palavra por palavra. O livro é incrível!

Trechos de A Queda de Albert Camus

“Meu senhor, posso oferecer-lhe meus préstimos, sem correr o risco de ser inoportuno?”

“Na libertinagem só se possui a si próprio; ela permanece, pois, a ocupação preferida dos grandes apaixonados por sua própria pessoa. É uma selva, sem futuro nem passado, e, sobretudo, sem promessas nem sanção imediata.”

Tanto os pintores como o compositor são franceses como o escritor.

Beijos,
Pedrita

5 comentários:

  1. Gosto muito de Camus, mas não conheço esse livro.

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Boa dica! Não posso comentar mais profundamente.. Não li o livro... Bjs, Fabio www.fabiotv.zip.net

    ResponderExcluir
  3. carlos e fabio, vcs vão gostar.

    ResponderExcluir
  4. Efetivamente gostei, mas estava sempre a pensar na obra de Dostoievski. Mas gostei mais do Estrangeiro e de Peste.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. carlos, eu gostei bastante, mas a peste é o meu preferido. beijos, pedrita

      Excluir

Bons comentários!