sexta-feira, 19 de outubro de 2012

A Rede Social

Assisti A Rede Social (2010) de David Fincher na Maxprime. Eu tinha ressalvas em ver esse filme. Um dos motivos é que em geral as artes interpretam muito mal o meio virtual e outro motivo é que tinha receio que transformassem o criador do Facebook em heroi, hábito americano. Por sorte nada disso aconteceu. É um bom filme, bem realizado, realista. Mostra um garoto genial, mas um pouco alienado, confesso que me lembrou muitos americanos. Ele tem problemas sociais e comete não só gafes, mas erros sociais. E como todo jovem, impulsivo, não pensa muito no que faz, atropela algumas pessoas. A Rede Social é baseada no livro de Ben Mezrich.

Tudo indica que ele realmente ouviu uma ideia interessante sobre um programa de relacionamentos na internet. Mas não podemos esquecer que o orkut já existia e o Facebook é uma evolução do que já existia. E quem é craque em programação, ficava naquelas telas pretas programando, é o criador do Facebook, ele que conseguia transformar ideias em algo concreto. E não dá pra negar que o Facebook é um produto que funciona muito bem, é evoluído e isso se deve a esse gênio, que como todo jovem errou em alguns momentos e que não é perfeito.

Creio que inicialmente eles não tinham a dimensão do que criavam e não se protegeram com bons advogados, também a internet é algo muito novo e é muito difícil adaptar nas leis existentes. Quando o produto começou a dar dinheiro me lembrou fins de casamentos, fim de sociedades entre pessoas de posses, todos passaram a achar que tinham mais direitos que deveres, mais percentuais que os outros. Me lembro as acusações de que o Facebook vendia informações, como se provedores não fizessem isso a tanto tempo. Os atores estão muito bem: Jessie Eiseberg, Justin Timberlake e Andrew Garfield.



Beijos,
Pedrita

6 comentários:

  1. O que mais gosto mesmo nesse filme é do ator. Acho ele ótimo e lindo. Se eu tivesse 20 e poucos anos, seria a presidente do fá clube!

    ResponderExcluir
  2. O Hulkenberg mesquinho arrivista, ressentido do filme não se parece com o Hulkenberg culto, amante das artes e socialmente desprendido de suas atuações públicas.

    ResponderExcluir
  3. Pedrita, concordo contigo quanto ao filme. Eu gostei bastante. Todo aquele processo no final de discordancias e direitos e deveres, me deixou triste, pois fiquei imaginando o gosto amargo que ele deve ter sentido. Imagina, uma página que vc inventou correndo o mundo e por trás da tela os que inventaram essa rede sofrendo muitas traicoes?

    Eu gostei bastante e achei os atore ótimos.

    Bom fim de semana.

    Bjao

    ResponderExcluir
  4. Eu gostei muito deste filme e gostei muito do Mark, o cara é muito inteligente. Ok, ele é um anti-social, mas é um gênio. Ah, adorei o Eduardo!

    Achei que o filme foi muito realista, porque não coloca o criador do FB bomo bonzinho, o coloca com muitos defeitos mesmo.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. bruxa e marion, o até é ótimo mesmo.

    georgia, o ser humano é muito ganancioso e tem muito medo de ser passado pra trás.

    marion, eu gostei exatamente por ser bem realista, de não ser colocado como herói, como um gênio com defeitos.

    ResponderExcluir

Bons comentários!