terça-feira, 29 de dezembro de 2015

O Estrangulador de Manuel Vázquez Montalbán

Terminei de ler O Estrangulador (1994) de Manuel de Vázquez Montalbán da Companhia das Letras. Eu descobri esse autor no blog Paisagens da Crítica do Júlio Pimentel Pinto, blog que está atualmente inativo infelizmente. Lá tem um post desse autor, mas ele já tinha escrito dois outros antes. Eu li desse autor A Rosa de Alexandria. Agora li esse maravilhoso que comprei em um sebo. Essa obra está na capa porque o protagonista fala dela várias vezes, do pintor. Montalbán é um autor que faz seus personagens colocarem muitas referências no texto de filmes, livros, é fascinante! 

Obra Danaë (1907) de Gustav Klint

O protagonista é diagnosticado paranoico. Ele não aceita o diagnóstico, paranoico é qualquer um, ele se cataloga como esquizofrênico e explica os tipos de esquizofrênicos que existem. Ele é muito inteligente e diz que enlouquece os psiquiatras que o estudam pela sua complexidade. Ele jura que é o Estrangulador de Boston que foi transformado em filme com o Tony Curtis. O livro todo é sob o olhar do protagonista, até o relatório do psiquiatra que lemos foi ele que escreveu. Ficamos na dúvida o tempo todo sob o que é invenção e o que realmente aconteceu. E essa nuvem não se dissipa. Chegamos até ter uma ideia, mas será mesmo? Genial!

Esse foi o marcador escolhido para me deleitar com essa obra. É de Barcelona, presenteado por uma amiga, da cidade que nasceu o autor do livro.

O compositor é espanhol.

Beijos,
Pedrita

12 comentários:

  1. Nunca li nada deste escritor, contudo parece-me um livro interessante, não sei se está à venda em Portugal, mas anotei.

    ResponderExcluir
  2. Boas, obrigado pelas visitas e comentários ao meu blog, ainda não li esse livro de Montalban, mas já li "O Pianista" e adorei, deixo aqui a sugestão.

    http://oqueeuleio.blogspot.pt/2009/01/o-pianista-manuel-vzquez-montalbn.html

    Se gosta de literatura espanhola recomendo muitíssimo Gonzalo Torrente Ballester, principalmente a sua trilogia "Os Prazeres e as Sombras", que continua a ser um dos meus preferidos de sempre, deixo também o link da minha review

    http://oqueeuleio.blogspot.pt/2008/09/os-prazeres-e-as-sombras-ballester.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nuno, obrigada por mencionar esses posts, já fui lá, li e comentei. eu que agradeço a visita.

      Excluir
  3. Este autor eu não conhecia, mas só de ele mostrar interesse por pintores eu já fiquei curiosa.

    ResponderExcluir
  4. Eita! Deve ser ótimo. Adoro livros e filmes assim, que a gente fica na dúvida e até quer apostar se aconteceu ou não!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fatima, tb adoro filmes, livros dúbios.

      Excluir
  5. Não, não conheço o autor.
    Mas o filme, sim.
    Vou ler as indicações no blog do Nuno Martins, pois ele faz referências.

    ResponderExcluir
  6. Sinto falta de ler mais livros assim "Geniais", como sou uma fã de livros psicológicos e de livros que não te dão respostas e sim perguntas lindamente que "O estrangulador" vai para a lista! Ah, amo Sebos, uma vida sem sebos é muito triste!

    Pandora
    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pandora, tb gosto de livros psicológicos. e amo sebos tb. mas atualmente de vez em qd compro pelo estante virtual.

      Excluir

Bons comentários!