sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Caminhos da Floresta

Assisti Caminhos da Floresta (2014) de Rob Marshall no Telecine Play. Eu queria um filme para distrair. Gostei muito! É uma lambança com as histórias infantis. Várias histórias aparecem. É um musical de James Lapine. Meryl Streep é uma bruxa. Ela conta a uma família que ela pode desfazer o feitiço que impede deles terem filhos e faz várias exigências para que ela também possa a voltar a ser o que era.

Apesar da história do
Chapeuzinho Vermelho ser destaque no pôster, é a primeira história infantil a ser apresentada e acaba ali mesmo. Johnny Depp então faz uma pequena participação como lobo e morre logo no início. A Chapeuzinho Vermelho é interpretada por Lilla Crawford.

A Cinderela é mais feia que as duas moças que a escravizam. A atriz é a Anna Kendrick. As duas moças são interpretadas por Tammy Blanchard e Lucy Panch. A madrasta por Christine Baranski. O príncipe por Chris Pine.

Lindíssima a atriz que faz a Rapunzel, Mackenzie Mauzy. O príncipe é interpretado por Billy Magnussen. Caminhos da Floresta ainda traz a história do Menino e o Pé de Feijão, o menino é interpretado por Daniel Hutlestone.

O casal que costura as histórias é interpretado pela ótima Emily Blunt e pelo James Corden. Caminhos da Floresta é bem realizado, bons feitos, muito bonito e mágico visualmente.

Beijos,
Pedrita

6 comentários:

  1. Parece legal.
    Vi que vai começar dia 9, a 6a temporada de Downton Abbey.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. liliane, é bacana esse filme. eu vi a chamada de downtoy, lindíssima. é uma série que tenho vontade de ver, mas gosto de ver desde o começo.

      Excluir
  2. Resenha maravilhosa deve ser ótimo, 2016 seja de
    realizações sucesso em o nome de Jesus
    Canal: https://www.youtube.com/watch?v=44dbnHrYIP4
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Deve ser engraçado, vou tentar assisti-lo!

    Feliz 2016, Pedrita!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. marly, é uma delícia de ver. não chega a ser maravilhoso, mas é bom.

      Excluir

Bons comentários!