sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Lolita

Assisti Lolita (1962) de Stanley Kubrick em DVD na casa da minha vizinha. Eu sempre quis ver primeiro esse antes do mais recente. Eu li o livro do Vladimir Nabokov há muitos anos, emprestado de uma biblioteca, é genial e eu queria muito saber como tinham feito essa adaptação para o cinema. Primeiro precisamos lembrar que Kubrick lançou esse filme em 1962, pelo que li ele teve muitos problemas em ser muito fiel ao livro, pela época que realizou o filme e pela indústria do cinema. No livro, a Lolita é uma menina perversa, nada inocente, bem diferente do perfil da menina representada por Kubrick. Independente disso, eu não vejo o James Mason como um homem mais velho interessante, ele sempre teve um jeito meio bobão, desajeitado e pouco sedutor. Kubrick também poderia ter escolhido uma menina com 18 anos e cara de 16, um recurso que muitos cineastas usam para poder realizar cenas mais fortes sem muitas censuras.


Mas sim, Lolita de Kubrick é um grande filme, mesmo não sendo tão profundo na perversidade da protagonista. James Mason interpreta muito bem um homem enfeitiçado, que perdeu o juízo por uma jovem garota e que comete desatinos. A menina também está ótima, Sue Lyon. Shelley Winters está ótima como a solteirona que não percebe que o homem parece não gostar dela. Não localizamos muito o Nabokov no filme do Kubrick, mas vemos um filme inteligente, muito bem dirigido e com um ótimo elenco. Gostei demais da interpretação do Peter Sellers, ele está incrível como um homem inconsequente e narcisista.


Youtube: Lolita (1962) Trailer



Beijos,

Pedrita

7 comentários:

  1. Assiti recentemente este filme e concordo que parecia não ser o livro do Nabokov. Achei as interpretações da Shelley Winters e do Peter Sellers (que a gente conhece muito o lado cômico) excelentes.
    Denise

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Pedrita,não viu ainda o filme do Adrian Lyne? Não perdeu muita coisa...
    É bem inferior ao que você comenta hoje, e a Lolita do Nabokov segue sem um filme que a retrate fielmente.
    Na versão recente acho que nem a interpretação da Melanie Griffith se salva , e nem dura muito, claro.E o Jeremy Irons é o Jeremy Irons, angustiado e que me dá aflição de tanto que ele tem cara de culpado, tadinho.
    E, mudando de assunto, quando te falarem que seu blog fala de filmes e livros e peças de teatro que ninguém vê, diga que tem uma moça perdida no interior, numa cidade que não tem cinema e muito menos teatro, que aprende cultura e viaja nas suas resenhas.
    Beijos. Bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  3. O mais recente fica a "anos luz" deste.
    Excelente filme!

    ResponderExcluir
  4. Pedrita, eu vi só a refilmagem e foi um filme que não me empolgou. Preciso ver o original!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi pedrita, Lolita é um filme maravilhoso,
    a versão antiga; pois a nova com o Jeremy Irons,
    pessoalmente achei que fica a desejar.

    bjs
    Marcos

    ResponderExcluir
  6. dê, o filme é excelente, mas não vejo como uma adaptação do livro do nabokov. esse autor merecia outra adaptação.

    elaine, obrigada.

    quintela, vários estão me dizendo isso.

    ResponderExcluir
  7. Eu acho que assisti a esse filme, mas nao tenho certeza.

    ResponderExcluir

Bons comentários!