segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Jean Charles

Assisti Jean Charles (2009) de Henrique Goldman no Telecine Pipoca. Eu não desejava muito ver esse filme, mas me surpreendi. É um filme sobre imigrantes, no final que passam a morte do Jean Charles. Quase todo o filme mostra a quantidade de brasileiros que vive em Londres, muitos em situação irregular, fazendo todo o tipo de trabalho, na maioria das vezes trabalhos pesados. O diretor vive na Inglaterra. Jean Charles era um rapaz simples, que acreditava que era possível ter uma vida melhor vivendo em Londres, tanto que ele estimulava a família a ir pra lá. No apartamento que ele vivia ele acolhia um amigo e duas primas, uma inclusive é interpretada pela própria prima do Jean Charles. Outros do elenco interpretam eles mesmos.

Gostei que não idealizaram o Jean Charles, ele era um rapaz trabalhador, não tinha medo de trabalho pesado, comunicativo, ajudava as pessoas, mas também cometia erros, dava alguns jeitinhos pra permanecer no país ou ajudar algumas pessoas a permanecer no país. Selton Mello está excelente. O filme começa com a chegada da prima interpretada pela Vanessa Giácomo. O amigo é interpretado brilhantemente por Luís Miranda. O Daniel Oliveira faz uma pequena participação como o namorado da prima que fica no Brasil. O filme também mostra a tensão que ocorre quando começam os atentados terroristas no metrô. O próprio grupo se assusta e fica preocupado. Jean Charles é confundido com um rapaz que tinha largado uma mochila que depois explodiu. Que eles tivessem preso por engano o Jean Charles pra interrogá-lo seria compreensível, mas vários policiais atiram no metrô a queima roupa sem nem ao menos checar nada, nem documentos. Quando viram a besteira que fizeram tentaram abafar como puderam. Tentaram impedir os amigos de vê-lo, alegaram que ele correu, quando ele na verdade ficou sentado e foi alvejado na maioria pelas costas, ajudaram e indenizaram pouco a família. Infelizmente até hoje eles tentam encobertar o caso e os policiais estão impunes, mas impunidade no Brasil e culpados soltos é o que não falta.




From Mata Hari e 007
Beijos,









Pedrita

7 comentários:

  1. Cara Pedrita
    No início deste verão estivemos em Londres e curiosamente uma das primeiras pessoas com quem falámos foi precisamente um jovem brasileiro que trabalhava no "Marks and Spencer" Ficámos com curiosidade em ver este filme.
    Beijinhos
    Paula e Rui Lima

    ResponderExcluir
  2. Oi Pedrita
    Ainda não vi esse filme, filmes naconais as veze me decpcionam, fio apreensivo antes de vê-los.
    Adorei meu nome não é jhonny. agora depois do teu post ficquei curioso a ver esse tb
    BVjo

    ResponderExcluir
  3. Eu amei o filme e realmente ele é surpreendente e maravilhoso!!
    Nos passa uma história de como existem casos sem solução, que ficam aí e acabam no esquecimento, um absurdo e descaso com a família da vítima!
    Vale também para parabenizar o Selton Mello pela brilhante atuação!

    beijos

    ResponderExcluir
  4. Então, primeiro que eu realmente prefiro filmes baseados na realidade ... e depois, bom, essa história é realmente muito triste ...

    ResponderExcluir
  5. Oi Pedrita, finalmente estou de volta.
    Parecia que nunca mais eu ia ter a Internet de volta em casa.
    Ufa que sufoco!
    Parabens pela critica ao filme. Estou curiosa para ve-lo....

    ResponderExcluir
  6. Pedrita: eu adorooooo Selton Mello! Ele faz mágica em qualquer papel. Mas eu não me interessei pelo filme... sei lá... acho q é pq sabia de antemão como ia terminar... sei lá.
    Bj

    ResponderExcluir
  7. paula e rui, há muitos brasileiros em londres.

    gammelo, é muito bem realizado.

    barbie girl, me surpreendeu tb, mas eu me atentei mais a quantidade de brasileiros em londres.

    paula, eu depende.

    fatima, senti muito a sua falta.

    la socière, eu tb adoro o selton mello e como vc relutei em ver esse filme.

    ResponderExcluir

Bons comentários!