terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Comunidade Italiana - São Paulo: Seus Povos e Sua Música

Assisti ao recital Comunidade Italiana do projeto São Paulo: Seus Povos e Sua Música na Biblioteca Mário de Andrade. Foi simplesmente maravilhoso! O repertório retratava muito a imigração italiana. Começava com obras que representavam a terra, o mar e a amada. Depois o excelente grupo interpretou árias de óperas italianas. A curadora Anna Maria Kieffer contou que muito da música italiana que foi interpretada no Brasil nas casas. O grupo também interpretou canções muito conhecidas no Brasil.E obras de compositores brasileiros descendentes de italianos.


Abertura - Tradicional -  Saltarello 

A terra
Cantos tradicionais sardos recolhidos por Giulio Fara
     Lamento della madre
     Cantone
Cantiga napolitana atribuída a Vincenzo Bellini
     Fenesta ca lucive

O mar
Gioacchino Rossini
     La danza (Stà la luna in mezzo al mare)
E. De Curtis
     Torna a Surriento
Vidal / De Serra
     In terra lontana

A Cidade
Bixio / Rulli
     Mimì (Raconto sentimentale)
Martin / Guerrero
     La veste della nonna
E. Tagliaferri / Tulio Gentil
     Passa la ronda

A Herança
Tradicional
     Truccio, truccio, cavalluccio
Paolo Tosti / Carmelo Cimmino
     L’ultima canzone
Francisco Mignone
     Ninananna
Camargo Guarnieri / Manuel Bandeira
     Vai, azulão

O Espetáculo
Giuseppe Verdi
     La Donna è mobile, da ópera Rigoletto
Giacomo Puccini
     Vissi d’arte, da ópera Tosca
Carlos Gomes
     Canção do Aventureiro, da ópera Il Guarany
Giuseppe Verdi
     Libbiam, da ópera La traviata 

. No início Biagio Mario Villani entrou tocando piffero com Emilio Ferrara tocando zampogna. Depois Leonardo Fernandes ao piano acompanhou os cantores:  Adelia Issa, soprano, Alessandro Greccho, tenor, Anna Maria Kieffer, mezzo-soprano e Sandro Bodilon, barítono. Anna Maria Kieffer chamou Eloy de Abreu ao palco para cantar uma canção, ele era um dos cantores que cantavam em casas de italianos mantendo a tradição. Antes da apresentação musical teve palestra de Rosalba Fachinetti e Percival Tirapeli. O Percival Tirapeli mostrou as obras de arte em São Paulo de italianos e descendentes de italianos. Foi ilustrando um passeio pelos monumentos, arquitetura e museus de São Paulo pincelando algumas obras feitas por italianos. O sucesso desse projeto só aumenta e o seu público também, lota cada vez mais cedo. É preciso chegar sempre mais de uma hora antes pra garantir a senha e é gratuito.




Beijos,
Pedrita

3 comentários:

  1. Pedrita, você é uma paulistana que realmente aproveita São Paulo. Deve mesmo ter sido ótimo!Beijo

    ResponderExcluir
  2. anamaria, confesso q eu sinto culpa de não aproveitar mais.

    ResponderExcluir
  3. Oi Pedrita.

    Esse ciclo de palestras esta' sendo um sucesso.
    Pena que eu nao estou por perto nos finais de semana...

    Bjs.
    Elvira

    ResponderExcluir

Bons comentários!