quarta-feira, 6 de abril de 2011

Comunidade Espanhola - São Paulo: Seus Povos e Suas Músicas

Assisti ao espetáculo Comunidade Espanhola, São Paulo: Seus Povos e Suas Músicas na Biblioteca Mário de Andrade. A apresentação começou com zarzuelas sendo interpretadas pelo tenor Eric Herrero e o pianista Ricardo Ballestero. Herrero disse que ficou muito contente com o convite para o recital já que é raro no Brasil ter a oportunidade de interpretar zarzuelas. Depois se apresentou a violonista Gisele Nogueira. E por último o grupo folclórico galeco Lembrança e Agarimo. Gostei muito desse grupo de dança, é perceptível semelhanças com danças portuguesas e alemãs. E ainda as gaitas de fole que lembram a Inglaterra. O público estava muito animado, eram divertidas as manifestações em cada apresentação. A curadoria musical é de Anna Maria Kieffer.

A apresentação começou com dois palestrantes João Carlos Vilardaga e Eléna Pajaro Peres. Ele falou da primeira leva de espanhóis que vieram a São Paulo, em 1540. A província tinha 120 homens brancos. A população total em São Paulo era só de 1000 pessoas, entre mestiços, brancos e índios. Chegaram então 40 espanhóis. Vilardaga reforçou a influência espanhola em São Paulo. Outras levas vieram depois e que os espanhóis acabavam ocupando cargos de poder e interferindo na dinâmica da cidade. Depois Eléna Pajaro Peres falou das levas de espanhóis que chegaram no século 20. Um grande grupo veio com incentivo da igreja e do governo, eram carpinteiros, trabalhadores rurais. Outra leva veio por conta própria pelo interesse econômico e vários desses já tinham ao menos um parente onde ficar em São Paulo. Com isso se pulverizaram na cidade. Diferente do que aconteceu com outras culturas que foram vários para um mesmo bairro. Ela comentou que é difícil pesquisar a história dos espanhóis em São Paulo porque eles se incorporaram e pulverizaram por toda a cidade. Como sempre  o ciclo: São Paulo: Seus Povos e Suas Músicas é gratuito e segue até maio. Continua lotado é preciso pegar senhas bem antecipadamente.







Beijos,


Pedrita

4 comentários:

  1. Bom dia, Pedrita. Adorei saber um pouco mais sobre os espanhóis, não conhecia as zarzuelas e depois de ter visto o video aqui gostei tanto que fui no youtube e vi mais um, o Placido Domingo cantando Ay mi morena, muito bom!Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. que bom Pedrita. estou justamente fazendo fichamentos sobre os Indios do Brasil antes e depois da Invasão europeia nas terras Tupiniquins e é emocionante tentar acompanhar relatos de viagens dos aventureiros que por aqui aportaram. Espanhois e Portugueses disputavam as alianças indigenas. Mas todos nós sabemos que quem foram os GRANDES PERDEDORERS.

    ResponderExcluir
  3. respondi seu comentario la no blog....

    ResponderExcluir
  4. anamaria, o vídeo é de uma ópera. zarzuelas são um misto de operetas, música típicas da espanha q foram pouco representadas no brasil. há dvds de zarzuelas.

    fatima, o um pé de quê? pitanga fala exatamente dos índios.

    ResponderExcluir

Bons comentários!