sexta-feira, 25 de maio de 2012

O Mágico

Assisti O Mágico (2010) de Sylvian Chomet no Max. Esse diretor é o do incrível As Bicicletas de Belleville que vi no cinema, no antigo Belas Artes. O Mágico emociona, o roteiro é do Jacques Tati. O texto acaba fazendo uma homenagem a esses artistas que aos poucos perdem espaços para os grandes astros ou o que acham que são os grandes astros, incrível como O Mágico é atual. Esse grande mágico, que só se apresentava em grandes teatros, começa a ver o seu público escassear, até que não querem mais ele fazendo o seu espetáculo lá. Ele já está bem mais velho e resolve viajar para as cidades pequenas do interior, onde passou no começo da carreira e se apresentar em hotéis pequenos.

Sempre me impressiono o quanto as cidades pequenas são generosas com os artistas. Ele é muito bem recebido na cidade, ovacionado, volta a se sentir respeitado. Lá ele conhece uma menina, uma adolescente muito pobre, que passa a segui-lo. O Mágico passa então muito dessa relação dessa moça descobrindo a vida e desse homem mais velho lutando para sobreviver. Eles vão a outra cidade. Me emocionei demais, é triste ver um ventríloquo deixar o seu boneco para vender em uma loja, no fim do filme o boneco já é doado de graça já que ninguém mais quer. E esse ventríloquo acaba bebendo muito e morando nas ruas. O Mágico é todo muito desesperançoso. Eu virei do avesso com essa animação.

Antes do filme começar passou uma entrevista com o diretor. Ele disse que os personagens tem um desenho diferente de Belleville, já que nessa animação anterior as orelhas podiam ser grandes, o rosto engraçado e pela seriedade do tema desse e por ser mais realista, pedia traços mais próximos do real. O Mágico está entre os melhores filmes que já vi na vida e ganhou César e European Film de Melhor Animação.



Beijos,
Pedrita

3 comentários:

  1. Não é maravilhoso? Este eu tenho orgulho de possuir o original, comprado na cidade mais bonita do mundo.

    ResponderExcluir
  2. enaldo, é maravilhoso mesmo.

    georgia, é um dvd para se ter em casa. demais!

    ResponderExcluir

Bons comentários!