sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Diário de Uma Busca

Assisti ao documentário Diário de Uma Busca (2010) de Flávia Castro no Canal Brasil. Eu vi uma chamada desse documentário e fiquei instigada. É do projeto É Tudo Verdade, então, antes de começar a exibição, foi apresentado por Amir Labaki. Achei incrível esse documentário! É sobre uma filha que resolve buscar ou pelo menos tentar buscar respostas a vida do seu pai, Celso Afonso Gay de Castro. Eles viveram um tempo juntos, foram para o exílio, eram quatro, mãe, pai e dois filhos. Mas os pais se separaram e ela teve menos informação sobre a vida do pai depois. É muito especial esse documentário, bem editado, inteligente e resgata um período do país que conhecemos pouco. Em geral filmes sobre ditadura falam de tortura, luta armada, esse fala do cotidiano de uma família que fazia e participava de reuniões e por isso precisam se refugiar. Primeiro no Chile, a documentarista vai na casa onde moraram, um simpático bairro.

 Depois essa família segue para outro lugar onde ficaram refugiados, na Argentina, depois na França. Ela conseguiu com o Roberto D´Ávila uma entrevista que ele fez com ela adolescente na França, onde ela diz que prefere continuar na França, já que acha os brasileiros muito machistas.  Seu pai teve um final nebuloso e trágico. Quando eles retornaram ao Brasil ele foi tentar trabalho em Porto Alegre, parece que estava fazendo uma matéria e pesquisando sobre nazistas que moravam na cidade. Foi classificado como assaltante e depois do cerco policial ele e seu colega teriam se suicidado. Claro que o documentário mostra a busca e deixa no ar as mesmas perguntas da época. Mas é muito emblemático! Para justificar o suicídio muitos jornais da época noticiaram o passado revolucionário desse jornalista, tudo muito ambíguo e mal explicado. É um belíssimo documentário! Fiquei imaginando a angústia de viver em constante segredo, em silêncio, fugindo, em não ter respostas, não saber porque alguém querido teve a vida cortada sem muita explicação. Não deve ser fácil conviver com tantas perguntas. Espero que a partir desse documentário ela venha a produzir outros projetos, é muito talentosa. Apesar que fazer cinema nesse país é para corajosos, mas essa documentarista tem essa característica, a obstinação. Diário de Uma Busca ganhou vários prêmios: Melhor Filme no Festival de Gramado,  Melhor Documentário no Festival do Rio, no Festival de Biarritz e no Festival de Punta Del Este.

Beijos,
Pedrita

3 comentários:

  1. muito bacana Pedrita. Parabens mais uma vez.
    Te respondi la no blog....

    ResponderExcluir
  2. Está tudo bem por ai?

    Deve ser um documentário muito interessante.

    Nao conehco a historia e nem os personagens.

    Bjao

    ResponderExcluir
  3. fatima, obrigada.

    georgia, é incrível, v c ia gostar.

    estava com saudades de vcs duas no meu blog.

    ResponderExcluir

Bons comentários!