sábado, 9 de novembro de 2013

Equador

Terminei de ler Equador (2003) de Miguel Sousa Tavares da Editora Nova Fronteira. Quando terminei de ler Rio das Flores e coloquei no blog, comentaram que eu deveria ler Equador, que é considerado um de seus melhores livros. Eu tinha amado Rio das Flores e ainda diziam que esse é melhor? Quis ler. Veio uma ótima promoção, 50% de desconto no valor do livro em uma livraria virtual, comprei. Na capa dessa edição diz que vendeu mais de 230.000 exemplares em Portugal. É realmente incrível. Eu comprei exatamente dessa belíssima capa que é de Antonio Belchior sobre um postal antigo da cidade de S. Tomé da coleção particular de João Loureiro.


Obra Jogo de Cartas (1935) de Almada Negreiros

Nosso protagonista é português e um rico filho de um empresário. Ele vive tranquilamente sem saber o que faz, sai com amigos, vive a larga. Com o falecimento de seu pai ele acaba assumindo a empresa, sem escolha. O pai trabalhava com navios que ele vê sempre do seu escritório, mas nunca se interessou em ver na prática o que acontece, vive na parte burocrática da empresa e continua saindo com os amigos e vivendo sem compromisso. O Rei de Portugal o procura e solicita que ele venha a ser Governador de S. Tomé e Príncipe, ilhas africanas sob domínio de Portugal. O Governador precisa verificar e informar que os proprietários de terras precisam ter livres os negros que trabalham em suas lavouras. S. Tomé e Príncipe vive do cultivo do Cacau e os proprietários ganham muito dinheiro. Em breve chegará nas ilhas um enviado inglês para atestar se realmente Portugal não tem mais mão-de-obra escrava. No período que o livro é retratado, o Brasil já alforriou os seus escravos. Aqui já começaram a substituir a mão-de-obra negra pela italiana. Em S. Tomé e Príncipe os negros são livres, recebem salários, tem contratos, podem ir embora, mas tudo indica que é mais fachada do que realidade.

Obra Maternidade (1935) de Almada Negreiros

Nosso protagonista sabe que será muito difícil dizer não a um pedido do Rei de Portugal, mas também o desafio lhe atrai. Em S. Tomé e Príncipe ele vive toda a hostilidade dos proprietários de terra que fingem que não castigam com chicote e maus tratos os negros. Os negros continuam vivendo em senzalas e se alimentando de farinha e água. Tanto que o índice de mortalidade é muito alto. Equador é um livro belíssimo. Miguel Sousa Tavares pesquisou todo esse período, há uma lista bibliográfica que foi utilizada para a pesquisa. Esse autor gosta de mostrar momentos históricos e criar personagens ficcionais. Ele entretêm e informa.  A complexidade humana, a fragilidade humana, a prepotência, é um livro apaixonante. Equador é maravilhoso!

Tanto o pintor bem como o compositor são de S. Tomé e Príncipe e viveram no período que o livro foi retratado.

Beijos,
Pedrita

14 comentários:

  1. Oi querida!
    Não conheço os livros, desculpe minha ignorância nesse aspecto!! Mas lindas obras que você postou!!
    Um beijo e ótimo final de semana!
    Cris
    http://criscriacoisas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. cristiane, eu conheci esse autor recentemente tb. eu tb amei essas telas, é de um pintor das ilhas de são tomé e príncipe que foram retratadas no livro.

      Excluir
  2. Preciso conhecer a obra dele. Gostei da dica.
    Bom fds.
    Big Beijos
    http://luluonthesky.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Sempre ouvi falar muito bem do livro e do autor. De todas as resenhas, esta foi a que me deixou mais curiosa!!!! Quero começar logo a ler!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. bruxa, é eletrizante. eu fiquei fã desse autor. entretêm e informa.

      Excluir
  4. Obra Jogo de Cartas e Obra Maternidade são belos quadros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ruby, incríveis as obras não? é de um pintor das ilhas retratadas no livro, ilhas de s. tomé e príncipe no equador.

      Excluir
  5. Nunca ouvi falar nem no livro nem no autor.
    E não entendi se são varias histórias dentro do meu Equador.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. liliane, o foco do livro equador são duas ilhas s. tomé e príncipe que eram possessão de portugal. fala de um português que foi designado para ser governador das duas ilhas para verificar se realmente os negros eram livres.

      Excluir
  6. Estou louca para ler esse Equador. Ainda não comecei o livro dele, meus oculos de leitura quebraram e estou já desesperada sem conseguir ler e ainda não chegaram os meus novos oculos. Mas me disseram que esse Equador é o melhor dele.
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. adriana, é incrível. espero q arrume logo os seus óculos.

      Excluir
  7. Pedrita esse foi um dos livros na época em que prestei vestibular para Museologia na UFRB. Li e gostei muito. Em 2008 a TV portuguesa fez um tipo de novela com essa historia e filmou muitas cenas em Cachoeira- Bahia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fatima, está passando essa série na tv brasil, mas só vi uns trechos. eu tb gostei muito do livro equador.

      Excluir

Bons comentários!