terça-feira, 12 de abril de 2016

Histórias para a Hora do Não

Assisti a peça Histórias para a Hora do Não no Teatro Bibi Ferreira. A direção é de João Acaiabe e o texto de Carla Fioroni que está no elenco junto com Carla Pagani. Adorei a peça que é voltada pra criança pequena, naquela fase difícil, de falar não pra tudo, pro banho, pra comer, tudo é não.

É muito bonitinha. Duas amigas inseparáveis convivem. Uma é mais rebelde, me identifiquei mais com ela, interpretada pela Carla Pagani. Sua amiga é ultra, mas ultra organizada, interpretada pela Carla Fioroni. Ela conta histórias para a amiga lidar melhor com o não. Fofo demais. A outra até entende e tenta arrumar as coisas, mas não tem jeito algum, me achei tão parecida com ela. Adorei o trabalho das duas atrizes, estão ótimas e a peça é fofa demais. Foi engraçado na saída ver mães conversando com os filhos, uma dizia para o garoto: - viu filho? não pode dizer não pra tudo, e ele respondeu, é. Bonitinho. Eu sou fã do João Acaiabe. Histórias para a Hora do Não fica em cartaz só esse mês, aos domingos, termina dia 24.
O crédito da foto é de Silvia Alves Takada.
Beijos,
Pedrita

12 comentários:

  1. João Acaiabe teve um bom papel no divertido "Boleiros" de Ugo Giorgetti.

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hugo, não lembrava. adorava o personagem dele na novela uma rosa com amor. e claro, no sítio do picapau amarelo.

      Excluir
  2. Olá Pedrita!
    Eu amo esses atores, com certeza a peça é bem divertida!

    Bjs ♥

    ResponderExcluir
  3. Não conheço os atores.
    Mas me identifiquei com a organizada.
    Nasci organizada, minha mãe dizia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. liliane, ia gostar, tudo arrumadinho. é difícil lidar com as diferenças, principalmente qd ao menos um não respeita o jeito do outro. áreas comuns podem ficar organizadas. os espaços individuais como cada um gosta. esmeralda está se adaptando. agora mesmo estava começando a correr pelo ap.

      Excluir
  4. Comento e desaparece.
    Mas o problema é minha conexão que cai a toda hora.

    Dividi um quarto com uma irmã, totalmente, desorganizada. Fui difícil. Achava que mamãe protegia a desorganização dela.
    Antes dela morrer(aos 29 anos) fui no apto dela em Fortaleza e era tudo organizado.

    ResponderExcluir
  5. Respostas
    1. ana, falam que é bem badalado. acho que nunca vi nada dele. gostei demais desse trabalho.

      Excluir

Bons comentários!