quinta-feira, 21 de julho de 2016

Malak e o Barco

Assisti ao curta Malak e o Barco da Unicef. O curta fala por si, é sobre uma menina síria no barco com outras pessoas. Muito triste. Difícil imaginar essas pessoas abandonando tudo, suas casas, objetos, familiares para essa viagem insegura, em mar aberto. O curta é do diretor de design da animação Adhemas Batista, no roteiro e direção André Holzmeister, criação de Elisa Gatti, a trilha sonora é Eduardo Luke. Diferente de muitas crianças, Malak chegou ao seu destino.
Beijos,
Pedrita

15 comentários:

  1. Pois é. Enquanto a ganancia pelo petróleo e o gás natural existirem, guerras como essa da Síria continuarão. A minha irmã, que é cientista na area da Medicina moleclar, viu numa ilha da Grécia (foi a um congresso sobre leucemia infantil)vários refugiados em campos que são isolados do restante da população. Disse que o que causa mais tristeza nos cuidadores são as crianças que chegam sem os pais. Ou porque morreram por lá ou porque na hora dos embarques uns se perdem dos pais e familiares. Disse que é muito mais chocante ver ao vivo essa situação do que ouvir e ver através da mídia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fatima, eu até ia escrever um pouco mais sobre o tema, mas achei q o curta falava por ele mesmo. sim, é fato que a quantidade de imigrantes vai interferir na economia do país, mas deixá-los em campos por pura ganância é pavoroso.

      Excluir
  2. Uma tristeza ver que esse filme é tão real! E tão assustador para as crianças que estão vivenciando essa realidade na carne. Morro de tristeza com essas crianças sírias. E o filme retrata bem a dimensão do horror que elas passam.
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. adriana, e a frieza de quem vive confortável em seu país.

      Excluir
  3. Deve ser emocionante, principalmente por ser a realidade nua e crua.
    big beijos

    ResponderExcluir
  4. Pedrita,

    Eu chorei ao ver a foto do menininho sírio morto na praia. Não é que eu desconheça as enormes tribulações que muitos seres humanos têm que enfrentar no mundo. Mas essas coisas sempre chocam. Vou ver se consigo ver este desenho

    ResponderExcluir
  5. :/ O mundo anda muito triste. Lembrei de todas as matérias de jornais que andei lendo sobre refugiados enquanto lia seu texto.

    ResponderExcluir
  6. triste demais o q acontece com os refugiados a humanidade precisa melhorar mt bjos http://anaherminiapaulino.blog.uol.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. aninha, a humanidade tem muito o q melhorar.

      Excluir
  7. Olá Pedrita
    Emocionante e triste esse curta, sensibiliza e dói pensar que é a realidade de muitas crianças, e pior que essa realidade é melhor do que ficar na Síria.
    Malak representa todas as crianças, mas tb os adultos que deixam suas vidas e o que conhecem pra trás e só tem consigo a esperança em dias melhores.
    Que essa esperança seja uma luz.
    Bjs Luli

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. luli, esperança de dias melhores e se deparam com a intolerância e intransigência dos países que buscam socorro. triste.

      Excluir
  8. acaso ou coincidência, só mulheres comentaram.

    ResponderExcluir

Bons comentários!