quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Beleza Oculta

Assisti Beleza Oculta (2016) de David Frankel na HBO OnDemand. O roteiro é de Allan Loeb. Fiquei curiosa em ver esse filme desde que estreou na HBO. Will Smith gosta de projetos reflexivos, particularmente acho os projetos um pouco auto-ajuda demais, mas geram bons filmes. Com Beleza Oculta não é diferente!

Começa com o personagem do Will Smith dando palestra. Ele é um executivo muito bem sucedido. Três anos se passam, ele está catatônico porque perdeu sua filha e não consegue superar. Os seus colegas de trabalho não querem perder um grande cliente, então querem provar que o parceiro não está bem psicologicamente. É um horror o que querem fazer com esse amigo que tanto dinheiro gerou para a empresa só porque ele está em um momento de crise.
A solução para resolver o impasse é o melhor do filme. O executivo contrata três atores para que representem o amor, o tempo e a morte, já que ele escreve cartas para eles. Então os atores leem as cartaz e representam esses gêneros. Cada executivo acompanha e orienta um ator com as cartas. Cada executivo está exatamente com problema no segmento que cuida. Gosto muito de utilizar o teatro para ajudar as pessoas a resolverem os seus conflitos. 

Um está para morrer, outra quer ser mãe e o tempo biológico está se esgotando e o outro está com problemas com a filha. O elenco é incrível: Edward Norton, Kate Winslet, Keira Knightley, Michael Peña, Helen Mirren, Jacob Latimore e Naomi Harris. Gostei muito da condução do roteiro, é um belo e emocionante filme.

Beijos,
Pedrita

18 comentários:

  1. Oi! Que tal?,
    Gostei dá entrada, foi ótimo.
    Acabei para seguir seu blog, você me seguiria de volta?...

    Um abraço.
    Obsesión por la lectura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. laura, ah, seu blog é em outro idioma que não conheço.

      Excluir
  2. O elenco é estelar e a estória parece interessante.

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem? Já saiu a lista do Oscar e começarei a minha maratona. Estou na expectativa para assistir The Post. Bjs, Fabio www.tvfabio.zip.net

    ResponderExcluir
  4. Olá, Pedrita!
    O elenco é incrível mesmo, a resenha é top, um filme
    imperdível!

    Beijinhos ♥

    ResponderExcluir
  5. É um filme com clichês dramáticos exagerados e reações dos personagens que não convencem.

    Foi produzido para os fãs de livros de autoajuda, que querem se emocionar seja lá de qual forma for.

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hugo, realmente tem clichês, mas achei bem resolvido e bonito no roteiro.

      Excluir
  6. Olá Pedrita
    Eu gostei muito do filme!
    Gosto muito do Will Smith e da Hellen Mirren.
    Edward Norton já foi meu crush das telonas rsrs
    Não achei óbvio a apresentação da esposa, siiiiim me surpreendeu já que em nenhum momento eu desconfiei.
    E achei de uma delicadeza imensurável ele apesar de toda a dor pela perda sabia do problema pelo qual cada sócio estava passando, confesso que me emocionou.
    Achei extraordinário o plot com o teatro para ajudar nos conflitos!!!
    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. luli, eu tb gostei muito. me incomodo um pouco com a pegada auto-ajuda, mas o filme se aprofunda. eu demorei pra perceber que era a esposa dele. tb achei lindo qd ele mostra que mesmo catatônico continuava preocupado com a dor dos outros e os outros querendo prejudicá-lo. sim, a ideia do teatro é o mais incrível.

      Excluir

Bons comentários!