quarta-feira, 16 de maio de 2018

Minha Prima Raquel

Assisti Minha Prima Raquel (2017) de Roger Michell no TelecinePlay. Eu adoro a Rachel Weisz, é filme de época, resolvi ver. Não gostei. Algo não convence. O tio cuida sozinho do sobrinho órfão, vai se tratar, se casa e manda uma carta assustadora. O sobrinho vai visitar o tio e descobre que ele já morreu e era de problemas mentais. O filme é inspirado no livro de Daphne de Maurier. Há um filme preto e branco inspirado nesse livro que não vi. Quero ler o livro para ver se há também as lacunas que me incomodaram no filme.

O sobrinho passa a odiar a prima que não conhece, mas quando a vê se apaixona. É bem folhetim clássico. Eu estranhei a prima se hospedar na casa do rapaz sem uma dama de companhia. Mulheres não se hospedavam sozinhas onde homens viviam sozinhos. Logo no início já sabia o desfecho, o mistério, então o filme se arrastou. O desfecho deixaram na dúvida e em aberto. O sobrinho é interpretado por Sam Clafim. Alguns outros do elenco são: Holliday Grainger, Iain Glen, Pierfrancesco Favino e Simon Russell Beale. As locações são maravilhosas!

Beijos,
Pedrita

16 comentários:

  1. Fiquei interessada neste filme, os livros da Daphbe du Maurier são cheios de reviravoltas e situações complexas, e eu acho isso estimulante, rsrs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. marly, estou querendo ver o filme preto e branco e ler o livro. acho que essa adaptação teve problemas.

      Excluir
  2. Olá, Pedrita!
    O filme parece ser ótimo, quero assistir!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Comprei recentemente mais um livro de Daphne du Maurier, mas não foi este, mas sim algo semelhante a Pensão Jamaica. Li Rebecca e gostei e minha mãe adorou e por isso adquiri mais um desta escritora para dar prazer à mamã com os seus 83 anos e problemas de visão mas que ainda lê por vício como eu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. carlos, eu adorei rebecca. li uma edição muito antiga. fiquei com vontade de ler esse pq acho q a adaptação perdeu o impacto.

      Excluir
  4. Eu achei um filme legal! É um drama romântico misturado com doses de suspense psicológico, conduzido com uma narrativa que começa de uma forma arrastada, mas que aos poucos vai tomando um rumo interessante e misterioso, deixando o espectador aflito e confuso, e juntamente com isso tentamos decifrar o que realmente acontece entre os personagens. Claro que não é uma grande obra do gênero, mas entretém. E esse filme é um remake de uma produção de 1952.
    Bjs.
    http://consideracoessobrefilmes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. josé, eu achei que o filme tem problemas. uma pena, pq todo é visualmente lindo.

      Excluir
  5. Tenho o livro e já li.
    Não lembro nada.
    Nem sei se grifei alguma coisa.
    Se grifei, lembrarei de algumas coisas.
    A autora do livro tem outro livro famoso que virou filme, "Rebeca, a mulher inesquecível".
    Tenho o livro, também.

    Vou vê se vejo esse filme.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. liliane, eu gostei muito de rebecca. esse eu não li.

      Excluir
  6. Rachel Weisz disse em uma entrevista que o filme é essencialmente feminista (ou sob a perspectiva do olhar feminino) já que era transgressor em 1850 uma mulher viver a liberdade, sexual, financeira, pessoal.
    Eu ainda não sei se gostei ou não do filme, quando assisti estava muito cansada nem tinha percebido que Sam interpreta os dois personagens.
    A personagem Louise me deu medo rsrs
    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. luli, estou como vc, o filme é esquisito, algo não acontece. nossa, só vc falando q entendi q o ator fez os dois personagens. ah, louise incomodou realmente. o filme é esquisito.

      Excluir
  7. Oi Pedrita! Estou ansiosa para assistir esse filme, fiquei curiosa logo quando foi anunciado, mas acabei esquecendo. Obrigada por me lembrar!

    Beijos,
    Pri
    www.vintagepri.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pri, o filme parece bem mais do que é.

      Excluir

Bons comentários!