quinta-feira, 13 de maio de 2010

Roberto Carlos em Ritmo de Aventura

Assisti Roberto Carlos em Ritmo de Aventura (1968) de Roberto Farias no Canal Brasil. Eu já tinha visto o início, não lembrava se já tinha visto esse. Resolvemos ver em família. Rimos muito. É o que o 007 menos gosta, mas eu adorei. É uma brincadeira e é inspirado nos filmes dos Beatles. É praticamente uma desculpa para o Roberto Carlos cantar, mas é muito divertido e original. O roteiro sumiu, há bandidos correndo atrás do Roberto Carlos mas ninguém sabe porque e nem como seguir o filme. O diretor é interpretado pelo filho, o Reginaldo Farias, que ora aparece de barba, ora sem barba. Há várias brincadeiras sobre isso.

Estamos também no período da ditadura, um pouco antes de terminarem com as atividades culturais e o cinema. Há várias indiretas no texto desse filme sobre a censura. O vilão é interpretado pelo José Lewgoy. Muitas mulheres bonitas, sem aquele padrão atual de magreza exagerada: Rose Passini, Ana e Marisa Levy, Elizabeth Pereira e Márcia Gonçalves. É uma deílicia quando o Roberto Carlos viaja de helicóptero pelo Rio de Janeiro. Os figurinos também são ótimos, vários estão na moda hoje novamente. Há várias cenas do filme nesse vídeo. Esse filme passa regularmente no Canal Brasil e li uma vez que tem sempre muito ibope. Roberto Carlos em Ritmo de Aventura teve muita bilheteria, 2.596.955 pessoas. 

From Mata Hari e 007

From Mata Hari e 007
Beijos,










Pedrita

7 comentários:

  1. Oi Pedrita :)
    Já assisti à este filme!!
    Lembro do RC no helicóptero!! Mas faz muitoooo tempo!
    Bj

    ResponderExcluir
  2. Cara Pedrita
    Mais um filme brasileiro desconhecido no nosso país.
    Conhecemos alguns trabalhos do cineasta que em meados dos anos setenta teve alguma visibilidade no nosso país.
    Beijinhos
    Paula e Rui Lima

    ResponderExcluir
  3. Confesso que esse eu passo. Não consigo gostar do Roberto Carlos, logo... rs
    Você já assisiu Possession??? É um filme que conta a história de Randolph Henry Ash e Christabel LaMotte - dois poetas vitorianos. Assisti ontem na HBO novamente, não sei, eu adoro esse filme, pela fotografia, pelos encontros e desencontros e pelo final que ao meu ver é mágico. Bacio

    ResponderExcluir
  4. la socière, é divertido!

    lunna, o filme é divertidíssimo. não vi esse q comentou.

    ResponderExcluir
  5. Pedrita, vi o filme há muito tempo e confesso que é tremendao. Gostei.

    Bjao

    ResponderExcluir
  6. Pedrita, eu vi quando era criança. Lembro que na época eu achei legal. Hoje não sei qual seria minha reação ao ver o filme.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. georgia, realmente.

    marion, acho q vai achar engraçado. nós rimos muito.

    ResponderExcluir

Bons comentários!