domingo, 7 de novembro de 2010

A Troca

Assisti A Troca (2008) de Clint Eastwood no Telecine Touch. Alguns telecines mudaram de nome, como o Light passava filmes muito dramáticos, resolveram colocar Touch e criar mais um telecine, o Fun. Agora eles podem passar mais filmes dramáticos e por sorte A Troca não era dublado porque me recuso a ver filmes dublados e os canais andam dizendo que há preferência por filmes dublados sem avisar antecipadamente e nos dando péssimas surpresas e estragando minha programação, porque eu não vejo filmes dublados. Eu queria muito ver esse filme, eu sabia que se tratava de uma mãe que reencontra o filho, mas não é seu filho, mas eu não sabia que é a própria polícia que tenta empurrar a criança alegando que a mãe que não queria mais o filho ou que estava desequilibrada e não conseguia reconhecê-lo.O roteiro é de :J. Michael Straczynski baseado em uma história real, não dá pra saber o quanto modificaram.

Angelina Jolie, assustadoramente magra, está magnífica como essa mãe desesperada e obstinada em achar seu filho.  A polícia sofria muitas denúncias de incompetência e quer muito se promover positivamente com o surgimento do falso filho. Querem calar essa mãe incansável. Como não conseguem fazem infelizmente o que até hoje acontece, internam essa mãe em um manicômio. É um filme que mostra muito a fragilidade de uma mulher sozinha e trabalhadora. O quanto a sociedade resolve suas questões livrando-se do incomôdo, ainda mais quando esse incômodo é uma mulher.

Incrível que quem a ajuda é um reverendo de uma outra paróquia, não a que a mãe frequentava. É ele que consegue levar a mãe em pessoas que poderiam atestar que o outro menino não era o filho dela, que une pessoas para tirá-la do manicômio. Se não fosse ele, ela seria mais uma mulher violentada , maltratada e destruída, como várias sãs que ela conhece no manicômio. Ele é interpretado pelo excelente John Malkovich. Ainda no elenco estão Gattin Griffith, Michelle Martin, Michael Kelly, Frank Wood, Jeffrey Donavan, Jason Butler Harner e Amy Ryan.










Beijos,


Pedrita

6 comentários:

  1. Cada vez que me programo para ver esse filme, surge um compromisso de última hora. O tema é bem interessante. Gosto desses dramas bem realistas.

    ResponderExcluir
  2. Oi Pedrita.

    Também detesto filmes dublados, prefiro não ver.
    Não assisti esse filme. Atualmente não estou a fim de dramas mas a história parece interessante.

    Onde foi que você me viu?

    Bjs.
    Elvira

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem? Gostei da dica "Mulheres Que Bebem Vodka".. As fotos realmente chamam a atenção.. Bjs, Fabio www.fabiotv.zip.net

    ResponderExcluir
  4. ana maria, eu tb tenho uns filmes q fogem de mim.

    elvira, eu adorei esse, vc vai gostar. eu te vi em frente a mário de andrade, vc estava no ponto do ônibus.

    fabio, vc vai gostar de as mulheres q bebem vodka

    ResponderExcluir
  5. Pedrita, outra ótima dica, valeu!

    Bjao

    ResponderExcluir
  6. Oi Pedrita,
    Assisti esse filme domingo passado e adorei. Bela sugestão.
    Ah! Seu blog está lindo com esse visual.
    BJs

    ResponderExcluir

Bons comentários!