quinta-feira, 23 de junho de 2011

O Último Dia De Um Condenado

Terminei de ler O Último Dia de Um Condenado (1829) de Victor Hugo da Estação Liberdade. Minha irmã que me emprestou esse livro, quis ler assim que vi o filme Os Miseráveis, que quero ler também. Como devem imaginar, é sobre um condenado à pena de morte. O texto é muito filosófico já que são as últimas semanas de um condenado à morte, desde o último julgamento, sem detalhes, só com a sentença até o momento final. É o condenado e seus últimos pensamentos. O livro é fantástico e dramático. Nós não sabemos quase nada do que esse condenado fez. Sabemos que ele não é miserável, que parece que matou alguém, que tem uma filha, uma mulher e a mãe, mas sabemos pouco dele. Esse certo anonimato dá para pensarmos muito sobre a pena de morte e humaniza o réu. Sempre me impressiono com as multidões que iam ver as execuções como se fossem um show. Incomoda também o relato do padre que é indiferente de tanto condenado com quem já rezou.

Obra The Wreck de Théodore Géricault

Victor Hugo é contrário à pena de morte e esse livro foi muito criticado. Essa edição publica um prefácio que está no final do livro onde é contrário à pena de morte e um outro divertido texto imitando aqueles que o criticaram. O Último Dia de Um Condenado é claro um livro muito triste e desesperançoso, escrito maravilhosamente. Vamos momento a momento acompanhando esses dias angustiantes do nosso protagonista.

Primeira frase de O Último Dia de Um Condenado de Victor Hugo

“Condenado à morte!”

Beijos,
Pedrita

9 comentários:

  1. Oi Pedrita
    Preciso terminar de ler o primeiro volume dos miseraveis, mas ultimamente estou sem tempo para leitura... esse livro eu ja vio na biblioteca.. acho que vou dar uma olhada...bj

    ResponderExcluir
  2. Pedrita, os Miseráveis fazia parte dos "livros proibidos" do meu pai, ficava numa prateleira inalcansável, mas eu sempre dava um jeitinho de pegar e li trechos dele na época errada mas ainda vou ler de verdade.
    Você deve conhecer o conceito de alma antiga, não? Acho que você é uma alma antiga, é jovem demais para gostar dos assuntos que gosta, adivinho eu por aqui.
    Linda música! Bom feriado, beijo

    ResponderExcluir
  3. Deve ser maravilhoso esse livro. Pensamentos ultra-vaguardistas para a epoca. Esta anotado, vai fazer parte da minha lista de livros para ler sem falta.
    Beijos e obrigada pela dica.
    Cam

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem? Eu assusti ao filme Os Misieráveis no colégio.. Isso faz um tempinho.. Sobre Segurança Nacional: não assisti! Não sou muito fã do Thiago Lacerda, digamos assim... Bjs, Fabio www.fabiotv.zip.net

    ResponderExcluir
  5. Tô doida pra conseguir "OS Miserveis".

    ResponderExcluir
  6. gammelo, eu sempre levo o livro onde vou, andei muito de metrô esses dias e adiantei bem a leitura. em ônibus tb leio. em esperas, aí a leitura anda.

    anamaria, eu era mais disciplinada, nem chegava perto dos livros que minha mãe proibia.

    fabio, eu gosto demais do thiago lacerda.

    kinha, eu tb. minha irmã parece q tem mas só no idioma original.

    ResponderExcluir
  7. Ainda não li nada do Victor Hugo. Acredita? lembro de ter visto um belissimo filme com a atriz francesa Isabella Adjani faz muito tempo chamado A HISTORIA DE A.HUGO, que conta a triste historia de uma da sfilha sdeste escritor.
    Voce conhece?

    ResponderExcluir
  8. fatima, eu amo esse filme. eu só tinha lido os trabalhadores do mar e não tinha me identificado com o livro. mas agora amei o último dia de um condenado. esse inclusive é um livro curto, é bom pra ingressar no universo de victor hugo.

    ResponderExcluir

Bons comentários!