domingo, 4 de setembro de 2011

Don Pasquale

Assisti a ópera Don Pasquale de Gaetano Donizetti no Theatro São Pedro. O libreto é de Giovanni Ruffini. A regência foi de Vito Clemente a frente da Orquestra do Theatro São Pedro. A direção cênica original de Enzo Dara, a remontagem de Paulo Abrão Ésper. Essa ópera é muito divertida. Uma trama confusa para divertir ainda mais. Um tio rico não aceita que o seu sobrinho queira se casar com uma moça de poucos recursos. O médico amigo da família cria um plano. Promete sua irmã em casamento, mas na verdade é a moça que gosta do sobrinho. O casamento é falso e o plano é ela atazanar tanto o tio até ele aceitar o casamento do sobrinho. O tio foi interpretado pelo Saulo Javan. O sobrinho pelo Fernando Portari, a moça pela Rosana Lamosa e o médico pelo Inácio de Nonno. Foi divertidíssimo ver o Paulo Abrão Ésper em cena como o falso tabelião. Os figurinos eram de Olintho Malaquias, a iluminação de Domingos Quintiliano e visagismo de Anderson Bueno e Claudinei Hidalgo.

Beijos,
Pedrita

4 comentários:

  1. É uma ópera muito divertida e com momentos de grande virtuosismo e exigência vocal pelo que deve ter sido um serão agradável. Vi-a ao vivo no Convent Gardner com Diego Florez.

    ResponderExcluir
  2. Que legal. Excelente poder ouvir uma opera sabendo enredo. Senao a gente fica perdidão na historia ne? Eu fico.
    E voce nao perde nada Pedrita!
    Assim como a Luma é a prefeita da Internet ( votada por mim, heheheheh) voce é a nossa secretária da cultura.
    Beijos e boa semana!

    ResponderExcluir
  3. geocrusoe, precisa mesmo ter virtuosismo.

    camille, não é verdade, as óperas trazem legendas.

    ResponderExcluir
  4. nunca vi uma opera ao vivo, mas adoro ouvir!

    ResponderExcluir

Bons comentários!