sábado, 9 de junho de 2012

Bal

Assisti Bal (2010) de Semih Kaplanoglu no Max. Descobri esse filme olhando a programação na tv a cabo. Gostei muito! Bal significa Mel, nome bem mais pertinente do que o que colocaram no Max, Um Doce Olhar. Só depois que soube que é o último de uma trilogia, quero ver os outros. Nosso protagonista é um garoto, a fotografia de Baris Ozbicer é belíssima, o lugar é lindíssimo e os atores são muito bonitos. O menino e a mãe são belíssimos.

Esse menino tem verdadeira adoração pelo pai. Os pais são carinhosos. O pai vive do mel que recolhe, a mãe ajuda nas pequenas plantações, inclusive essas plantações são bem diferentes da nossa cultura. É um lugarejo pequeno, ele vai todo dia para a escola. As pequenas e silenciosas artes que o menino apronta também são uma graça. Bal é muito poético e delicado. É bem interessante essa vida pacata, sem tecnologia, muito diferente da vida urbana. O garoto é interpretado por  Bora Altas. O pai por Erdal Beskiçioglu. A bela mãe por Tülin Özen. O diretor Semih Kaplanoglu ganhou o Urso de Ouro de Melhor Diretor. no Festival de Berlim.

Beijos,
Pedrita

6 comentários:

  1. Da trilogia eu também gostei de Egg (Yumurta) mas ainda não vi Milk (Sut).

    ResponderExcluir
  2. Adoro filme assim. Embora muito diferente, o lugar onde moro é o mais próximo que consegui disto. Fiquei louca pra ver os filmes, agora ainda savendo que é uma trilogia. Muito legal, Pedrita! Beijo, bom fim de semana

    ResponderExcluir
  3. Esse filme é lindo!! Também quero ver os outros dois. Passaram não faz muito tempo, na TV Cultura, mas em um dia e horário que não deu para ver.

    ResponderExcluir
  4. enaldo, vou ver ao contrário, vou tentar ver os anteriores.

    ana maria tente ver, vai gostar.

    bruxa, é lindo mesmo.

    ResponderExcluir
  5. Pedrita, pelo trailler deve ser bem legal o filme.

    bjos

    ResponderExcluir
  6. georgia, acho q vcs vão gostar. é lindo!

    ResponderExcluir

Bons comentários!