sexta-feira, 13 de julho de 2012

Qualquer Gato Vira-Lata

Assisti Qualquer Gato Vira-Lata (2011) de Tomas Portella no Telecine Pipoca. Eu confesso que não tinha muito ânimo de ver esse filme, mas minha mãe gostou tanto e insistiu tanto que resolvi ver. Ela e o 007 gostaram, ele viu no cinema. Eu me surpreendi, é muito bem realizado, é uma bonitinha comédia romântica. O texto é baseado na peça de Juca de Oliveira, que já tinha visto em jornais montagens, mas nunca assisti a algum espetáculo. O filme é a Cléo Pires e é para a Cléo Pires, ela está incrível, além de linda. Ela interpreta uma descompensada, ciumenta e com pouca estima. Ela é apaixonada pelo personagem do Dudu Azevedo, mas ele não está nem aí pra ela. Na verdade ele só gosta dele mesmo.

O texto é bem inteligente. Ela conhece o professor de biologia interpretado pelo Malvino Salvador que tenta ensinar ela a não correr atrás do rapaz e fazer o jogo da sedução. É interessante porque o jogo funciona, mas na verdade, atrai a presa, o conquistador, mas muito provavelmente o conquistador vai se desinteressar assim que reconquistar a presa. O rapaz só gosta dele mesmo, só gosta de ser o centro das atenções, como disse minha mãe, a moça corre atrás de um rapaz que não estuda, que não trabalha, vive do dinheiro e do bom dinheiro da mãe. O personagem do Malvino Salvador também estava em uma relação de abuso, a ex, interpretada pela Rita Guedes, vai sempre no seu apartamento, ainda tem a chave e leva sempre mais alguma coisa e invade a sua privacidade. 

Gostei que o texto mostra que em relações de verdade os dois gostam, é menor a manipulação um do outro para satisfazer os seus desejos. Minha mãe e o 007 adoraram o ator que faz o amigo do bonitão, eu não conhecia também, Álamo Facó. A amiga da personagem da Cléo Pires é interpretada por Letícia Novaes. Confesso que achei muito estranho o site oficial ignorar os nomes dos outros atores. Como em vários filmes brasileiros, ótimos atores fazem sempre boas participações: Jean Pierre Noher, Ilya São Paulo, Gregório Duvivier e Kiko Mascarenhas.

Beijos,
Pedrita

6 comentários:

  1. Eu vi no cinema( milagre, em geral vejo esses filmes por causa do meu "fornecedor"). Gostei, mas a telona sempre nos faz mais condescendentes. Minha filha nao quis ver em casa. Quando viu a cara da Gloria Pires disse que era filme de "adulto"...
    Mas é daqueles bem feitinhos e que divertem sem fazer feio ao cinema nacional ne?
    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Oi Pedrita, obrigada pela dica, mais uma vez. Se você não falasse, esse era o tipo do filme que eu não ia ver mas agora vou sim. Beijo!

    ResponderExcluir
  3. camila, eu gostei por mostrar as meninas, algumas mulheres, o qt elas ficam destemperadas, exagerando e forçando a barra com quem só gosta mesmo dele mesmo.

    anamaria, se não fosse minha mãe insistir ia custar a ver tb.

    ResponderExcluir
  4. Sei lá, eu sou meio chata para assisti filmes nacionais, tenho que superar esse preconceito, talvez eu possa ter boas experiencias vendo os atores das novelas nas telonas!

    ResponderExcluir
  5. Pedrita, minha amiga participou da equipe de produção desse filme. Cléo Pires é ótima atriz assim como a mãe. Dudu e Malvino além de bonitos, são super talentosos.
    Big Beijos

    ResponderExcluir
  6. em quantos, qualquer gato vira-lata são com atores globais. mas não são todos. atualmente acontece muito o contrário. atores q surpreendem no cinema entram depois na tv.

    lulu, cléo arrasou nesse filme. parabéns a sua amiga.

    ResponderExcluir

Bons comentários!