quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Melancolia

Assisti Melancolia (2011) de Lars Von Trier no Telecine Cult. Eu queria muito ver esse filme, senti não conseguir ver no cinema. Esse diretor é sempre impactante e sempre seus filmes mexem, fiquei muito abalada, o 007 comentou que ficou igual. No início só imagens transformadas, a noiva caminhando, mas fios de lã cinza a seguram, como depois vamos saber ser o sonho dela. Pássaros caindo do céu enquanto ela está em câmera lenta. Cenas de uma poesia e beleza impactantes ao som da ópera Tristão e Isolda, ópera de Wagner. É um tempo enorme de magia e beleza, com imagens e música.

Depois começa com o casamento da personagem da Kirsten Dunst. Ela acaba de casar e segue para a mansão da irmã no campo, para a festa de casamento. Lars Von Trier é sempre irônico, mostra a hipocrisia da sociedade. Eles estão em uma limosine enorme que não passa nas pequenas ruas que levam a mansão. Atrasam muito e levam uma bronca da irmã, bronca a noiva leva o tempo todo. A segunda parte é com foco na irmã que vive na mansão. A relação das duas é bem conflituosa. A segunda está casada com um marido que não a respeita. A outra está em depressão. 

Um planeta Melancolia vai se chocar com a terra e destruí-la. Continuam os símbolos, a tristeza que vai tomar a terra. Não há esperança, alegria, tudo é desajuste e tristeza. A crítica social continua. Um funcionário mais velho é tão próximo de todos que é chamado de Paizinho. Um dia ele não aparece, a irmã pergunta para a outra se ele tem família, e a outra diz não saber. Vivem anos com o mesmo funcionário, o chamam de Pai, mas não sabem de nada da vida dele. A irmã é interpretada brilhantemente pela  Charlotte Gainsbourg que adoro. O elenco estrelado continua, o marido é interpretado por Kiefer Sutherland. Os pais das irmãs são outros atores que adoro Charlotte Rampling e John Hurt. Melancolia ganhou vários prêmios como Melhor Atriz para Kirsten Dunst no Festival de Cannes, merecidíssimo, ela está maravilhosa! 

Beijos,
Pedrita

5 comentários:

  1. Também eu queria muito ver a película Melancolia de Lars von Trier de quem sou fã, mas uma familiar que assistiu a este filme teve que sair da sala do cinema aos vótimos, por causa de ter sido filmado em câmara lenta.

    Mas só para ouvir a música da minha ópera preferida de Richard Wagner, já valia a pena.

    Penso ir ver o novo filme do Woody Aleen na próxima segunda-feira.

    ResponderExcluir
  2. Adorei sua descrição do filme! Agora estou na dúvida se é vc a boa contadora de história ou se a história é boa mesmo rsrsr

    ResponderExcluir
  3. Ah, voce assistiu.Sabe que conheço poucas pessoas que viram esse filme? E assim nao tenho com quem compartilhar esse enredo tao impactante. E voce é detalhista,nemsei se notei esses fios de lã. E nem saberia o nome das operas.
    Adorei.
    Bjos,
    Cam

    ResponderExcluir
  4. ematejoca, eu vi na tv a cabo.

    la socière, o filme é maravilhoso.

    viviane, eu q agradeço. parabéns de novo.

    camille, antes de começar o marcelo janot falou sobre o filme e sobre a música. os fios, se puder ver de novo, é bem perceptível e ela fala nos fios várias vezes no filme.

    ResponderExcluir

Bons comentários!