quinta-feira, 20 de abril de 2017

Um Homem Só

Assisti Um Homem Só (2016) de Cláudia Jovin no TelecinePlay. Eu quis muito ver esse filme quando estreou nos cinemas, fiquei muito feliz quando vi no Now e é incrível. Em uma entrevista o Vladimir Brichta havia dito que apesar de uma comédia tinha uma trama complexa.

O protagonista trabalha em um escritório burocrático, é casado com uma mulher que faz quadros tenebrosos e o atormenta. Dentro da cabine do banheiro ouve um colega falando com outro sobre um médico que faz uma cópia dele mesmo. Que no dia seguinte será a cópia que passará a vir no lugar dele e ele estará livre para ser e fazer o que quiser. Nosso protagonista vai ao médico. A cópia é igual, mas com um temperamento um pouco mais calmo para lidar com as adversidades.

Livre ele vai viver em um cemitério de animais onde se apaixonou pela sobrinha da dona. Claro que muita confusão acontece. Gostei demais do roteiro. Além da complexidade de abordar vidas medíocres, pessoas aprisionadas em vidas medíocres, fala sutilmente da péssima forma como muitos lidam com animais. Eu adoro o elenco e todos estão ótimos. O amigo fiel de nosso protagonista é interpretado pelo Otávio Muller. A sobrinha da dona do cemitério de animais por Mariana Ximenez, a tia por Eliane Giardini.

A esposa por Ingrid Guimarães. O vizinho por Milhem Cortaz. O capanga do médico por Aramis Trindade. E vários outros atores: Letícia Isnard, Débora Lamm, Murilo Grossi, Mabel Cezar, Luiza Mariani,  Sandro Rocha, Paulinho Serra, Mary Scheyla e Natalia Lage. A trilha sonora do Plínio Profeta é ótima.
Beijos,
Pedrita

10 comentários:

  1. Nem conhecia esse filme. Me lembrou outros temas com pessoas duplicadas como o filme e livro do Saramago!
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. adriana, realmente o tema é recorrente. mas gostei bastante do desenvolvimento do roteiro.

      Excluir
  2. Não ouvi falar desse filme.
    Gosto muito de Vladimir Brichta

    Pois é verdade. Clareamento de dentes enfraquece os dentes. Tenho 2 irmãs dentistas mas elas não fazem esse tratamento.
    E já fiz 4 vezes sem resultado(para mim). Mas elas achavam sempre que tinha clareado.

    ResponderExcluir
  3. O assunto (homem duplicado) tem sido abordado muito nas artes. O livro do Saramago virou (um estranho e bom) filme. Também me lembrei agora de um livro que fomos obrigados a ler no primeiro semestre de faculdade, da disciplina 'inglês'. Chamava-se "The Scapegoat", de autoria de Daphne du Maurier. Era uma novela muito interessante sobre dois homens idênticos que "trocam" - digamos assim - as respectivas vidas. Este filme também deve dar o que pensar, rsrs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. marly, é um tema bem comum. mas gostei como a trama foi desenvolvida.

      Excluir
  4. Hello, Pedrita!
    Assisti e gostei, o elenco tbm é ótimo!

    Beijinhos ♥

    ResponderExcluir
  5. Olááááá Pedrita
    Não conhecia esse filme, uau que elenco mara!
    Eu gosto bastante do Vladimir Brichta, da Mariana Ximenez, Otavio Muller e Milhen Cortaz <3
    Fiquei curiosa como é desenvolvida a trama, num primeiro momento parece ser beeeeeeem bacana ter um clone para realizar as tarefas que achamos chatas, mas como será ter todo o tempo do mundo livre?
    E o clone? Quais seriam seus sentimentos e desejos?
    E as pessoas com as quais convivemos perceberiam a diferença?
    Já quero conferir, vou anotar mais um para a minha lista.
    Sempre que passo aqui aumenta a minha lista dos desejados!!!!
    Bjs Pedrita e excelente feriado pra ti
    Luli Café com Leitura na Rede

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. luli, incrível o elenco não? adoro os atores. ah, muito bom ter clone para encarar a vida qd fica chata. acho q vai gostar, é muito inteligente o roteiro.

      Excluir

Bons comentários!