sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Recital do Centro de Música Brasileira

Assisti ao Recital do Centro de Música Brasileira no Centro Britânico Brasileiro. Primeiro tocaram dois músicos que adoro, Adelia Issa, soprano, e Edelton Gloeden, violão. No repertório várias canções compostas sob grandes poemas de Guilherme de Almeida, Mário de Andrade, Cecília Meireles, Ribeiro Couto, Vinícius de Moraes e Carlos Drummond de Andrade. Na apresentação estrearam a bela obra de Carlos dos Santos, um jovem compositor que estava na plateia, lotada inclusive. Eu adoro as duas últimas obras desse programa, muito espirituosas, também adoro os poemas de Ribeiro Couto.
A foto é de Gal Oppido

Programa


Osvaldo Lacerda
As Dádivas (Guilherme de Almeida)
Vácuo (Guilherme de Almeida)
Valsa para violão
Moda Paulista para violão
Ponteio para violão

Edmundo Villani-Côrtes
Rua Aurora (Mário de Andrade)
Imaginária Serenata (Cecília Meireles)

César Guerra-Peixe - Mãe D’Água

Carlos dos SantosDuas Canções Simples (Carlos Drummond de Andrade) - Ausência e Memória

Ernst Mahle
Queixa da Moça Arrependida (Ribeiro Couto)
Natal (Vinicius de Moraes)

Queixa da Moça Arrependida de Ribeiro Couto


A São Francisco de Assis
Fui pedir perdão na igreja
Por ter matado os ratinhos.

Meus brocados do Oriente!
Meus panos de seda antiga!
Tudo roíam, roíam...

Só São Francisco de Assis,
Que de bichinhos e panos
Desde menino entendia,
Só São Francisco de Assis
Me perdoar poderia.

Mas quando me ajoelhei
Junto aos pés do santo, vi
Que um rato os pés lhe roía.
O santo olhava e sorria.

Depois apresentou-se a Orquestra de Cordas Laetare sob regência de Muriel Waldman. As primeiras músicas tiveram a participação do Coral Vox Jubili. Adoro o Ponteio nº 1 de Claudio Santoro. Muitos espirituosos os Quatro Provérbios de Osvaldo Lacerda.

Programa

Claudio Santoro - Ponteio nº 1

Fábio Soldá -Not more of Light (poema de Florence May Holbrook; 1ª audição mundial)
Participação do Coral Vox Jubili

Osvaldo Lacerda - Quatro Provérbios (Quem com ferro fere, com ferro será ferido, Quando o dinheiro fala, tudo cala, Quem tudo quer saber, mexerico quer fazer e Quem tem janela de vidro, não deve atirar pedrada)
Participação do Coral Vox Jubili, da pianista Naara Santana e dos percussionistas Joaquim Abreu e Joachim Emidio

Jean Goldenbaum - Concertino para violino e orquestra de Cordas: “Hope lies in the Horizon” (A Esperança repousa no horizonte) (1ª audição mundial)
Violinista: Samuel Moreira de Mello

Heitor Villa-Lobos - Bachianas Brasileiras nº 9



Beijos,
Pedrita

14 comentários:

  1. Olá, Pedrita. Isso me faz lembrar os tempos da minha juventude, em que eu sempre assistia recitais de música clássica. Faz muito tempo que não vejo, e sinto falta. Parece que infelizmente, esse espaço acabou aqui em Volta Redonda. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. carlos, eu fui olhar na agenda da revista concerto. realmente volta redonda tem poucos eventos como esse, mas terá alguns até o fim do ano. qd estiver mais perto te aviso.

      Excluir
  2. Oi, Pedrita,
    Onde são divulgados esses programas musicais?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. heloisa, a revista concerto sempre publica. e em vários sites. vou ver como vc quer ser avisada.

      Excluir
  3. Sempre acho sensacional composições inspiradas em poemas!
    Deve ter sido lindo demais.
    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. O poema é lindo.
    A música deve ter sido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. liliane, adoro os poemas do ribeiro couto. a música é linda tb. tem em um desses vídeos.

      Excluir
  5. Ótima dica para quem gosta de recital.
    Bom domingo!
    big beijos,
    Lulu
    www.luluonthesky.com

    ResponderExcluir
  6. Ainda não conhecia o recital, mas parece ser bom.
    Beijos boa semana
    www.bellapagina.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Acho muito legal o seu hábito de assistir a concertos e outros eventos de música clássica. Considero prejudicial, à boa educação, a ausência do ensino de música nas escolas públicas. E estudei em escola pública e no meu tempo tínhamos aulas de música.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. marly, eu gosto muito. concordo que as escolas públicas deviam ter mesmo mais cultura no ensino. os ceus são um pouco mais plurais nessa questão.

      Excluir

Bons comentários!