sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Gianni Schicchi

Assisti a estréia da ópera Gianni Schicchi de Giácomo Puccini no Theatro São Pedro. É uma ópera cômica de um ato só que foi dirigida muito bem cenicamente e com belíssimos cenários de William Pereira. A direção musical e regência foi do Emiliano Patarra a frente da Orquestra Jovem Municipal de Guarulhos. Foi um belo espetáculo e muito divertido! Os figurinos contemporâneos são de Natália Solferini e a iluminação foi de Caetano Vilela. Eu adoro esse diretor cênico, tinha falado dele aqui recentemente na direção da ópera Colombo de Carlos Gomes. Ele é brilhante!


O libreto é de G. Forzano, baseado no Canto XXX do Inferno da Divina Comédia de Dante Alighieri. Morre um homem muito rico, amigos e familiares se emocionam e avidamente buscam o seu testamento. Descobrem que seu rico parente ou amigo deixou tudo para a igreja. Aparece então Gianni Schicchi que resolve se passar pelo morto como se estivesse ainda vivo para poder fazer um novo testamento. Quem interpretou muito bem cenicamente e vocalmente o protagonista foi o barítono argentino Luis Gaeta (foto).
Os outros dois protagonistas que interpretam a filha do Gianni Schicchi e seu pretendente foram muito bem interpretados pela soprano Edna D´Oliveira (foto abaixo) e o tenor Paulo Mandarino (foto abaixo). Gostei muito também do trio de mulheres interpretados por Priscila Zamlutti, Andrea de Souza e Dalete Alécio. Também estava bem o barítono Yuri Jaruskevícius que interpretou o médico e o tabelião.
Adorei o menino interpretado por Habacuque Amós. O diretor cênico escolheu ótimos momentos para esse garoto que nos divertiu bastante durante o espetáculo. Haverão mais quatro récitas e os ingressos custam somente R$ 20,00 e meia-entrada.

As fotos são de Mário Cardoso.


Música do post: mario frangoulis - o mio babbino caro





Youtube: Angela GHEORGHIU - O mio babbino caro - G Schicchi - Puccini










Beijos,

Pedrita

6 comentários:

  1. Ou seja, um serão bem passado.
    Não conheço esses cantores, mas acredito que tenha sido um bom espectáculo.

    ResponderExcluir
  2. mais uma... aliás outubro em SP é uma loucura né?! tanta coisa boa para ver e assistir: opera, mostra de cinema, tim festival, sesc artes, satyrianas, teatro,...
    Beijos e obrigado

    ResponderExcluir
  3. quintela, sim, foi um bonito espetáculo.

    viralata, nem me fala, não dou conta de tudo. ou melhor, de quase nada.

    ResponderExcluir
  4. das óperas de puccini esta é uma das poucas que não conheço... mas a área em causa e a angela gheorghiu, conheço bem...é bom saber que aí também existem bons programas culturais, apesar de são paulo ser mais conhecida por cá como cidade industrial ou económica e não pela sua dinâmica cultural.

    ResponderExcluir
  5. Judia de nós, pobres mortais, distantes das capitais da cultura desse nosso País continental...

    ResponderExcluir

Bons comentários!