segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Linha de Passe

Assisti Linha de Passe (2008) de Walter Salles e Daniela Thomas no Espaço Unibanco de Cinema do Bourbon Shopping. Eu não sabia que tinha aberto um Espaço Unibanco nesse shopping. Eu procurava se ainda havia alguma sala de cinema que eu conseguisse assistir esse filme que tanto queria e descobri essas salas. Nos jornais a divulgação é um pouco confusa, com vários nomes, então achava que tinha mais um grupo que exibia filmes por lá além do Espaço Unibanco, mas não. Gostei, porque esse shopping é bem mais perto pra mim e vou poder aproveitar mais os filmes que passam por lá. Havia uma fila imensa de gente que foi ver os filmes da Mostra de Cinema. Eu gostei muito de Linha de Passe.

Tinha ficado curiosa desde o dia que soube que a atriz principal, Sandra Corveloni, ganhou o prêmio de Melhor Atriz no Festival de Cannes. Achei que não ia conseguir ver nos cinemas, já que andava sem tempo para passear um pouco. Gostei bastante! Sandra Corveloni interpreta uma mãe grávida de seu quinto filho. É uma história onde cada um anda por si. Todos precisam, praticamente sozinhos, sobreviver e buscar os seus sonhos. Todos estão desamparados e têm dificuldade de lidar com a vida e de se proteger dela. A começar pela mãe. Seu quarto filho dorme no sofá da sala porque não há espaço para ele nos quartos, mas ela vai ter mais um filho. Não sabemos quem é o pai dos dois últimos e ficamos na dúvida se os outros são do mesmo pai. A patroa dela não é ruim, é uma boa patroa, não é afetiva, mas não é má, mas nunca registrou sua funcionária. As pessoas não são más, mas não sabem se relacionar e compartilhar.
Vinícius de Oliveira, que estreou em Central do Brasil, é um dos filhos. Ele é jogador de futebol e tenta passar nas inúmeras peneiras para conseguir entrar em algum time e viver da sua profissão. E ele está com o problema da idade, fará 18 anos, e aí não há mais peneiras. Um é evangélico e outro motoboy. O menor nunca soube quem é o pai, só sabe que é motorista de ônibus, então vive viajando em ônibus, deixando a mãe maluca de preocupação, mas nunca conta o que está fazendo, mas a mãe não parece perguntar. Vivem todos em silêncio com seus segredos. A mãe esconde que sua patroa contratou outra pra ajudá-la e das suas inseguranças de ser dispensada. Colocam dinheiro em casa ela e o filho evangélico que trabalha em um posto de gasolina decadente. Todos os atores estão muito bem, os outros filhos são interpretados por: João Baldasserini, José Geraldo Rodrigues e Kaique de Jesus Santos. Alguns outros que fazem participações são: Roberto Audi, Denise Weinberg, Ana Carolina Dias, Aldo Bueno, Sergio Mastropasqua e Murilo Grossi.


Youtube: Linha de Passe (Trailer Oficial)





Beijos,

Pedrita

6 comentários:

  1. Tenho curiosidade por este filme para ver o trabalho da atriz, mas confesso que a história não me atrai.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. NOOOOOSSAAAAA!!!! Deu um trabalhão para atualizar minha leitura, quantos posts novos! Será que eu demorei tanto assim de passar por aqui? preciso rever a minha agenda hehehehe. Beijos!

    ResponderExcluir
  3. espero ver o filme, já vi central do brasil, aqui na horta e espero que este por cá passe. fiquei curioso.

    ResponderExcluir
  4. também gostei do che, logo pelo que deduzo que walter salles é um dos realizadores brasileiros que melhor conheço... não único.

    ResponderExcluir
  5. quintela, talvez não mesmo, uma pena.

    aqueta, fazia tempo mesmo que não aparecia.

    geocrusoe, walter salles está entre meus diretores preferidos.

    ResponderExcluir

Bons comentários!