quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

O Hospedeiro

Assisti ao filme coreano O Hospedeiro (2006) de Joon-ho Bong no Telecine Action. Eu tinha lido no Estadão, o Merten dizer que ia passar esse filme e que ele tinha ficado impressionado quando assistiu. Anotei para ver e até estranhei o Merten mencionar esse filme, não lembrava dele gostar desse gênero de filme. Eu gosto bastante de filmes de terror, mas ele eu não lembrava. A questão é que O Hospedeiro é muito mais do que um filme de terror. Na verdade é muito bem explicado cientificamente. E a questão central do filme é política. O filme faz uma série de denúncias a governos, além do deles, o americano, e suas formas acachapantes de modificar os fatos para informar a população e abusar de sua autoridade.

Logo no início minha irmã já ia gostar da denúncia que o filme faz. Estamos em um laboratório e aqueles chefes medonhos, que só querem maltratar funcionários, fala do pó a um funcionário cientista, quando ele vê que o cientista retruca, se vinga, exigindo que ele jogue todo o conteúdo de mais de mil frascos na pia. O rapaz explica que não pode fazer isso porque é produto tóxico, que vai cair no rio, mas o chefe quer é ter poder sobre o rapaz, e exige que ele jogue tudo na pia. Bom, agora vocês já sabem como o monstro aparece. Por ter ingerido esse produto. Gostei inclusive que não é um ataque de inúmeros bichos, é só um que se modifica com o produto tóxico.
O monstro aparece, mata um número de pessoas e o governo da Coréia do Sul isola a área. E quem aparece para atrapalhar mais ainda? Os Estados Unidos. Uma família é isolada em um hospital e começam as mentiras nos noticiários. Falam que quem teve contato com o animal adquiriu um vírus, só que nós não vemos ninguém com o vírus, ninguém isolado com máscaras. É tudo uma farsa. É surpreendente como mostram os americanos uns retardados, um até é vesgo. Só preocupados com a ciência e sem raciocínio lógico. O Hospedeiro me virou por dentro. Simplesmente maravilhoso!
O elenco é excelente: Hie-bong Byeon, Kang-ho Song, Ah-sung Ko, Hae-il Park e Du-na Bae.
O Hospedeiro ganhou 18 prêmios como Asia-Pacific Film Festival (Melhor edição, melhor som, melhor suporte aos atores), Asia Film Award (Melhor Filme).
Música do post: Isang Tanong Isang Sagot







Beiijos,

Pedrita

8 comentários:

  1. Pedrita, no ano passado comprei o dvd desse filme, pra te ser sincera, nem vi todo e joguei o dvd fora. Mjuita brutalidade, muito sangue e me senti mal com muitas coisas ruins que vi nesse filme. Pensei: Coisas tao ruins assim nao precisa entrar na minha casa.

    Mas para quem gosta de sangue é um prato cheio. Prá nao dizer que nao achei nada interessante, me doeu em ver as meninas tao jovens e sofrendo daquele jeito. Tortura pura.

    Sim, o Daniel lê tudo em português, pode até nao entender tudo, mas lê e gosta. Pode visitá-lo sim quando desejar. Depois vou falar prá ele que ele recebeu visita e vou pedir pra ele linkar o blog da sua irma.

    Um beijo grande e obrigada

    ResponderExcluir
  2. georgia, realmente o hospedeiro é mujito forte, ainda mais que é um filme muito político, que mostra a hipocrisia dos governos e a forma brutal como desejam controlar a população. eles só colocam pânico em todos mentindo nos telejornais. e os americanos intervindo. realmente é um grande filme de denúncia a governos.

    ResponderExcluir
  3. oi pedrita, não cheguei a ver esse filme,
    acredito que deva ser bem interessante,
    ainda mais por contar com um americano vesgo,
    que no caso já é bem representativo. bjs

    ResponderExcluir
  4. Não vi esse filme, mas tenho visto que a cinematografia sul coreana está em pleno desenvolvimento e existem filmes muito bons, com menos sangue e ritmo lento existem obras primas feitas por Kim Ki-duk, com algum sangue e suspense Park Chen Wook... mas por cá existe um preconceito contra filmes asiáticos e por isso alguns bons filmes quase não foram vistos pelo público

    ResponderExcluir
  5. Hum... não sou muito chegada em filme de terro... mais fiquei interessada... vou procurar...

    bjs

    ResponderExcluir
  6. Olá Pedrita!
    Por aquilo que temos visto a cinematografia asiática tem apostado bastante no género de terror, com bastante sucesso. O filme de que falas não vimos ainda.
    Beijinhos
    Paula e Rui Lima

    ResponderExcluir
  7. Agora que estou com todos os canais (o cabra conseguiu 2 meses pelo preço que pagamos) vou ver quando ele passar e tentarei assistir.
    Denise

    ResponderExcluir
  8. marcos, paula, rui e ana, é excelente!

    geocrusoe, nós aqui temos clube de fãs de filmes diferenciados, alguns são inclusive decisores, então conseguimos ter filmes de várias nacionalidades e gêneros. em circuitos de cinemas restritos, mas conseguimos.

    dê, vcs vão gostar.

    ResponderExcluir

Bons comentários!