quinta-feira, 9 de abril de 2009

Piaf

Assisti Piaf (2007) de Olivier Dahan no Cinemax. Mais um daqueles filmes que não consegui ver no cinema. Sempre os filmes mais interessantes estreiam quando não tenho tempo de ir ao cinema. É muito bom! Gostei muito! Claro, muito do que se conta sobre a Edith Piaf pode ser lenda, já que personalidades famosas, com histórias obscuras, acabam virando mitos e muitas de suas histórias são exageradas ou totalmente inventadas. A infância e a adolescência de Edith Piaf foi muito conturbada. Talvez por isso Edith Piaf tenha se tornado alcóolatra tão cedo. Primeiro ela vivia com a mãe que era cantora, sua mãe deixou a menina com a avó. O pai, soldado da guerra, vem buscar a menina e deixa-a com a mãe dele que é dona de um bordel.

Quando ele volta pra buscá-la, ela vive com ele no circo, depois nas ruas, onde ele fazia números e ela pegava o dinheiro que jogavam. Nesse período que começou a cantar e ganhar dinheiro nas ruas. Na adolescência ela passa a viver nas ruas com uma amiga quando um dono de um bar um pouco melhor a contrata. A vida dela começa a melhorar. Ela não aprendeu a dar e receber afeto, tinha dificuldade de lidar com os sentimentos porque não aprendeu o que fazer com eles. Deve ser por isso que continuou a ter uma vida tempestuosa e com muitos excessos. Edith Piaf viveu entre 1915 e 1963, período que se aceitava na classe teatral os comportamentos intempestivos, que era aceito a bebia e as drogas. Que ainda não se viam as drogas e a bebida como causadores de doenças e sim como algo que alguém consegue parar, basta querer. Esses excessos, essa vida irregular, encurtaram muito a vida dessa grande cantora.
Marion Cottilard simplesmente arrasa na interpretação de Edith Piaf, mereceu todos os prêmios. Gostei muito das atrizes que interpretam Piaf mais jovem: Manon Chevallier (Piaf com 5 anos) e Pauline Burlet (Piaf com 10 anos.. A maquiagem também é excelente!
No elenco ainda estão: Gérard Depardieu, Sylvie Testud, Pascal Greggory, Emmanuelle Seigner e Charles Aznavour.
Piaf ganhou vários prêmios: 2 Oscars de Melhor Atriz (Marion Cotillard) e Melhor Maquiagem. Globo de Ouro de Melhor Atriz - Comédia/Musical (Marion Cotillard) e 4 BAFTA de Melhor Atriz (Marion Cotillard), Melhor Trilha Sonora, Melhor Maquiagem e Melhor Figurino.

Música do post: Edith Piaf - La Foule

Youtube: Edith Piaf - Non, je ne regrette rien (1961)




e

Beijos,

Pedrita

9 comentários:

  1. Olá!
    Pedrita, eu me apaixonei por Edith Piaf quando ouvi ela cantando Mon Leggionaire. Tão lindo, tão pungente...
    Como tantos bons, morreu cedo demais.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. OLá, tudo bem? A mesma coisa aconteceu comigo.... Queria assistir ao filme no cinema e não fui.... Bjs e Feliz Páscoa! Fabio www.fabiotv.zip.net

    ResponderExcluir
  3. Pedrita, quero muito ver este filme!

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Pessoas como Piaf, tal como se deduz no post, valem pelo que produziram e não pela vida pessoal/privada que as pessoas por norma querem entrar... não sei se quero ver o filme das interpretações musicais dela estou sempre pronto a ouvir e admirar, mesmo sem saber como particularmente viveu (todos sabemos algo, pois não há forma de não tropeçarmos desnecessariamente com a vida dos Grandes e não estou a referir.me a biografias descritivas que claro não não cinematográficas)

    ResponderExcluir
  5. Quero ver este filme, nem que tenha de comprar o DVD. Quanto à Edith Piaf é uma das minhas cantoras preferidas... e eu que só gosto de música clássica, Bach & Co.

    Desejo a você e toda sua família uma Páscoa com o verdadeiro sentido de transformação e vida plena
    Abraço pascual da Teresa

    ResponderExcluir
  6. elaine, o estilo dela emocionava.

    marion, vc vai gostar.

    geocrusoe, não é pq é nosso ídolo que a vida pessoal iremos gostar. concordo com vc.

    ematejoca e fabio, obrigada.

    ResponderExcluir
  7. Qualquer filme falado em francês já tem um ponto positivo para com a minha pessoa.

    ResponderExcluir
  8. Ainda não assisti, mas espero fazê-lo um dia. Piaf é uma enorme musa da canção francesa e uma personagem que me fascina.

    Beijinho e um óptimo fim-de-semana!!!!!

    ResponderExcluir
  9. Olá Pedrita
    Este filme é magnifico, a vida de Piaf está la toda e o Oscar recebido pela Marion foi mais que merecido. Depois de vermos o filme só nos apetece escutar a grande Edith Piaf.
    Beijinhos
    Paula e Rui Lima

    ResponderExcluir

Bons comentários!