sexta-feira, 24 de julho de 2009

A Canção de Solomon


Terminei de ler A Canção de Solomon (1977) de Toni Morrison. Desde que eu tinha lido uma matéria sobre essa autora em 2006, queria muito ler uma obra dela. E ainda Morrison é ganhadora de Prêmio Nobel e eu e minha irmã estamos lendo pelo menos uma obra de cada ganhador do prêmio pra conhecer. Eu achei esse livro em um sebo, comprei por R$ 15,00, mas pelo que vi na internet não parece ser muito difícil de encontrar em sebos. Gostei muito e me surpreendi com o estilo. AVISO! Quem for ler essa obra, e minha irmã lerá em breve, não leiam antes em hipótese alguma os textos atrás nem a orelha. Eles revelam antecipadamente vários segredos da obra. Eu falo dessa edição da capa ao lado! Por sorte eu não li, não gosto de ler antes de ler a obra, gosto de descobrir sozinha. Quando terminei fui ler. Os textos para "vender" o livro são pobres, rasos e contam mais do que deviam. Nesses textos falam que o livro é "antes das leis anti-segregação e dos movimentos que estimularam o orgulho racial dos negros norte-americanos". Não sei se concordo com essa frase, acho muito generalista, mas fiquei curiosa em conhecer essas leis anti-segregação, porque o que vejo na relação entre negros e brancos nos Estados Unidos sempre me impressionam negativamente. Hoje eles estão unidos por cinema, comércio, tudo próprio pra eles, mas não sei se viver cada um no seu canto é a melhor forma de conviver. Acho que estimula mais ainda as diferenças raciais.

Obra de Robert Raus-chenberg

No estilo da autora, realidade se mistura com fantasia. Começa a obra com algo muito fantasioso, mas há momentos em que a fantasia se superpõe a realidade. Gostei muito também dos nomes dos personagens. A
obra permeia a vida de Milkman. Na segunda parte parece a busca pelo Santo Graal. Aquela busca desenfreada, maluca, por algo que parece ser somente um delírio.


Obra Fifty Days at Iliam: Shades of Achilles, Patroclus, and Hector (1978) de Cy Twombly
Trechos de A Canção de Solomon de Toni Morrison

“O agente da companhia de seguros North Carolina Mutual Life prometera voar do alto do Mercy Hospital até a outra margem do Lago Superior às três horas.”

“- Só há dois banheiros no centro da cidade permitidos aos negros: o do restaurante Mayflower e o da Sears.”

Vocês que acompanham meus posts de literatura sabem: os pintores e os músicos dos posts são do mesmo país do autor da obra e do mesmo período que a obra foi publicada. Portanto os desses posts são americanos.


Música do post: miles davis - you're under arrest





Beijos,

Pedrita

6 comentários:

  1. Oi Pedrita, sabe que eu queria estar tão ligada à cultura quanto você, nem sei a última vez que comprei um livro, sempre leio muito na internet, mas mesmo em relação à ver filmes, nossa, é difícil um dia que eu sente para assistir filme, geralmente quando eu tenho um segundo e paz pra assistir TV, os filmes bons (ao meu ver) já começaram e eu tenho pavor de ver filmes do meio pra frente.
    Beijos e bom final de semana!!

    ResponderExcluir
  2. Olá Pedrita!
    Faz tempo que não passo por aqui...
    Você como sempre "antenada"... eu infelizmente tive que cortar a TV à Cabo e a primeira coisa que tiraram foram os TeleCines... aí não sobra nada... mas não vim me queixar... vim dizer que te indiquei para mais um selinho, sou sua fã de sempre...
    Boa sexta!!

    ResponderExcluir
  3. Oba! A próxima sou eu. Eu também detesto as orelhas e o que vem escrito na capa. Será que ninguém sabe escrever um resumo sem contar detalhes da obra?
    Denise

    ResponderExcluir
  4. Oi Pedrita você tam razão. E o pior é que a primeira coisa que faço é ler as orelhas do livro.

    Bjs.
    Elvira

    ResponderExcluir
  5. TAmbem tenho curiosidade de ler esta autoria, mas na livraria cultura o livro dela mais barato estava acima de 50 reais a ultima vez que eu vi.
    gosto das suas escolhas e muito tambem das obras d earte que coloca aqui,,, amei esta do aquiles protoclo e heitor, e mais ainda porque ando lendo sobre os gregos arcaicos...
    voce gosta de trocar cartsa manuscritas?

    ResponderExcluir
  6. sheila, eu tb só gosto de ver filmes do comecinho. tanto que tenho os sites com as programações, vejo de manhã e anoto os q gostaria de ver pra não correr o risco de perder o começo.

    roseli, a tv a cabo é o único luxo q deixei. com sair acabam somando além do cinema, estacionamento, alimentação. aqui pelo menos eu gasto menos.

    dê, já separei pra vc pegar na terça.

    elvira, é mesmo? eu jamais leio orelhas. prefiro pegar um livro no escuro a descobrir antes o q não quero saber.

    olho de pombo, nos sebos por aqui não está muito caro. já vi alguns até mais em conta q o q comprei.

    ResponderExcluir

Bons comentários!