segunda-feira, 21 de setembro de 2009

As Aventuras do Sr. Pickwick

Terminei de ler As Aventuras do Sr. Pickwick (1836) de Charles Dickens. Faz tempo que eu não falo de livros, esse genial que li é bastante extenso e levei bastante tempo pra terminar. Vocês não vão acreditar, mas comprei essa obra por R$ 2,00 em um sebo há uns anos. Gostei demais desse nosso protagonista, o Sr. Pickwick e como ele gosta de anotar as histórias que contam, cada capítulo é praticamente uma crônica, que pode até ser lida de forma independente. Com isso ouvimos muitas histórias, bem características da época, fantasiosas, algumas fantasmagóricas. E as aventuras que o Sr. Pickwick se enfia são muito divertidas e irônicas!

Obra The Eve of the Battle of Edgehill 1642 (1845) de Charles Landseer
Logo no início nosso aventureiro parece só se meter em confusões, e tudo meio que ao acaso. E se envolve muito rapidamente em duelos. É hilário a cegueira da sociedade e a crítica as honras. Adorei também quando nosso protagonista vai preso. Ele se irrita com o valor de uma indenização, não paga e vai preso. A prisão parece uma piada. Ele anda por onde e quando quer e basta ele pagar para conseguir um quarto com escrivaninha e todo o conforto. Ele mostra quantos pobres são presos só porque não pagaram contas, mesmo que seja por miséria. Como aqui, quem tem dinheiro compra o que quer e fica melhor instalado. Foi uma leitura deliciosa, rica, foram meses muito prazeirosos.

Obra Windsor Castle in Modern Times (1841-45) de Edwin Landseer

Anotei alguns trechos de As Aventuras do Sr. Pickwick de Charles Dickens, embora é uma obra que apesar de extensa é uma delícia de desvendá-la. Mesmo que demore, vá aos poucos, há tantas maravilhas nela que acredito não ser possível ficar distante de tanta genialidade:

“O primeiro raio de luz que ilumina a treva e converte em brilhante a claridade a escuridão em que pareciam envolvidos os primórdios da carreira pública do imortal Pickwick nasce do exame da seguinte ata dos trabalhos do Clube Pickwick, que o editor destes escritos tem o máximo prazer em apresentar aos seus leitores, como prova da cuidadosa atenção da infatigável diligência e da sagacidade pesquisadora com que procedeu à investigação dos muitos documentos que lhe foram cometidos.”

“Quem conhece um pouco de teatro conhece o exército de andrajosos pobretões que vive a cercar o palco de um vasto estabelecimento desse gênero –atores sem emprego fixo, bailarinos, figurantes, comparsas, etc.”

“Mas o amor é cego: Natanael era vesgo e é possível que essas circunstâncias, reunidas, o impedissem de ver o assunto à sua luz apropriada.”

“-Eu gostaria muito de saber que foi que o presidente do júri, seja ele quem for, comeu hoje ao almoço – disse o Sr. Snodgrass, no intuito de manter a conversação, na memorável manhã do dia 14 de fevereiro.

-Ah! – disse Perder. –Espero que tenha sido coisa muito boa.
- Por quê? – perguntou o Sr. Pickwick

- Porque isso é muito importante; importantíssimo, meu caro senhor – replicou Perker. – Um jurado bom, satisfeito, bem almoçado, é de grande importância para nós. Os jurados descontentes e esfomeados, meu caro senhor, sempre acham que a parte queixosa tem razão.”
Tanto os pintores, bem como o compositor, são ingleses. Os dois pintores são irmãos. O compositor criou várias suítes para planetas.


Música: Gustav Holst - Jupiter




Beijos,

Pedrita

7 comentários:

  1. Pedrita, faz tanto tempo que não leio livros, o último que li faz mais de um ano!
    Eu sempre vejo em SEBOS livros muito interessantes. Eu achei linda a maneira como o autor usou as palavras!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá Pedrita!
    De Dickens, li David Copperfield, que também é genial e seu livro mais famoso. Sua resenha me animou para ler esta outra obra e livros nunca são demais para mim!
    Bj

    ResponderExcluir
  3. Pedrita, eu nao o li, mas li muita coisa na net e teria curiosidade em lê-lo; até porque o autor é sensacional.

    Bjus

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem? Nesse final de semana, aluguei um DVD e assisti Escritores da Liberdade.. Muito interessante.. Se não assistiu, assista.. Eu recomendo! Bjs, Fabio www.fabiotv.zip.net

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Passei correndo para dizer oi!
    Oi!
    Tenha um bom dia amanhã!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Pedrita eu estou lendo, O Amante do Vulcão da Susan Sontag,,,e vi o filme
    O Tambro, adorei,,,,

    ResponderExcluir
  7. sheila, eu gosto como esse autor usa as palavras. eu tenho sempre um livro ao lado do computador. volte e meia tenho que esperar finalizar algo e leio.

    la socière, esse do dickens eu não li. acho q vai gostar desse.

    georgia, acho q vai gostar.

    fabio, não vi esse filme, vou ficar de olho.

    fatima, achei q ia gostar de o tambor.

    ResponderExcluir

Bons comentários!