segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Coisas Insignificantes

Assisti Coisas Insignificantes (2008) de Andrea Martinez no Max. Novamente estava escolhendo um filme pra ver, indo na ficha técnica vi que é um filme mexicano co-produzido com a Espanha. Resolvi ver. Nos créditos iniciais vi que a produção executiva é do Guilhermo Del Toro e mais uma vez é um filme que fala muito sobre infância e infância roubada. O tema central é a solidão e a falta de diálogos. Me emocionei demais desse filme, mas além de me tocar emocionalmente, a construção da trama é muito bem realizada. Não entendi porque essa atriz no pôster, ela tem um papel impactante, mas está longe de ser a protagonista. Quem costura todas as histórias é a Esmeralda interpretada brilhantemente pela Paulina Gaitan, que já atuou em vários filmes. Uma pena que a maioria das fotos de divulgação não sejam da Paulina Gaitan e com ela.

Essa menina tem uma caixa onde coleciona "coisas insignificantes". Com essa caixa as tramas são costuradas. Praticamente todas são contadas do mesmo ponto. A edição e a construção é tecnicamente muito bem realizada. Começam a contar uma história e de repente cruza em uma cena que já vimos na contagem de outra história. Essa adolescente, que achei que está entre 15 e 16 anos, ela pode ser bem miúda, ela tem uma vida difícil, trabalha em uma lanchonete, cuida da avó e da irmã pequena. Além do dinheiro da lanchonete o irmão no Canadá envia dinheiro a elas. Mesmo assim não é uma vida fácil.

Esmeralda então costura todas as histórias, mas mesmo todas sendo contadas, sabemos pouco de cada uma, poucos aspectos e isso faz o filme ficar muito instigante. No elenco estão: Fernando Lujan, Carmélo Gomez, Bianca Guerra,  Lúcia Jiménez, Arturo Rios e Barbara Mori.



From Mata Hari e 007










Pedrita

9 comentários:

  1. Pedrita amiga querida, que sempre alegra meu cantinho!

    Boa semana!

    beijos

    ResponderExcluir
  2. Não vi o filme mas fiquei curiosa.
    Sou "cinéfilo-dependente"...por isso vim para ficar.

    Parece-me que o "plot" do filme mencionado é bem interessante.
    Verei quando chega a Portugal, se chegar... saberei!

    Abraços,
    Ná - Na Casa do Rau

    ResponderExcluir
  3. Nunca ouvi falar deste filme.

    Respondendo ao seu comentário, Pedrita:
    Eu estava convencida que o animal de estimação número um, na Alemanha, era o cão. Há dias li no jornal que era o gato.
    Para mim é, sem dúvida, o Casimir!!!

    Agora vou lá baixo deixar um comentário...

    ResponderExcluir
  4. Oi Pedrita, tudo bem?

    Então, vamos pensar o seguinte: a escolha da atriz para o poster não poderia ter uma ligação intima com o próprio nome do filme? Afinal, a atriz "principal" na capa iria distorcer o sentido da trama que corre por fatores/coisas insignificantes... entendeu?

    Beijo.

    ResponderExcluir
  5. Não conhecemos este filme, mas ficou registado.
    Beijinhos
    Paula e Rui Lima

    ResponderExcluir
  6. Adoro filmes assim! Boa sugestão. Querida, vim convidar você a comparecer em meu blog e participar de uma promoção de livro. Passa por lá. Quem sabe você será a felizarda ganhadora?
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Nossa, achei perfeito o trailer e pela sua resenha, fiquei super curiosa em assistir este filme. Adorei!

    ResponderExcluir
  8. ana maria, eu tb não conhecia, só descobri qd cliquei no site da hbo pra ver do q se tratava.

    arthur, as coisas insignificantes são as q a menina coloca em uma caixa, a atriz principal. a atriz do poster aparece mais pro final e bem menos q os três principais.

    ResponderExcluir

Bons comentários!