domingo, 15 de maio de 2011

Désirée

Assisti Désirée (1954) de Henry Koster no Telecine Cult. Eu tinha adorado o livro da Annemarie Selinko que inspirou esse filme que passei a querer ver depois que o li. Gostei! Se o livro já era romanceado, essa característica foi acentuada no filme, mas independente disso é um bom filme e mostra um pouco da história. Com ângulos estranhos, olhares românticos, mas a essência está ali. Marlon Brando é Napoleão e ele realmente é um impressionante ator. Ele muda claramente no amadurecimento do personagem. Diferente da atriz que faz a Desirée, a Jean Simmons.

Desirée conheceu Napoleão jovem. O irmão dele casa com a sua irmã. Ela depois casa com um General de Napoleão que passa no futuro a ser o rei da Suécia e ela a rainha. O que me agradou no livro e um pouco no filme é que é a história sob a ótica das mulheres. Mesmo que romanceando um pouco Napoleão, ele usou quem pode para alcançar os seus objetivos. Depois de usar sua mulher para subir rapidamente ao poder, ele se divorcia de forma humilhante dela para se casar com uma que lhe tivesse filhos. Mesmo que seja romanceado o olhar de Désirée, ela larga o marido na Suécia para viver na França por um longo período. No elenco ainda estão: Merle Oberon,  Michael Reinne e Elizabeth Sellars.  O filme teria muitas externas, até são bem feitas para a época, mas mesmo assim não é um grande filme.


Beijos,
Pedrita

3 comentários:

  1. Nunca tinha ouvido falar. Boa dica. Marlon Brando, realmente, por si só já vale o filme.

    ResponderExcluir
  2. enaldo, é o q tem de melhor no filme.

    gammelo, obrigada.

    ResponderExcluir

Bons comentários!