quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Grandes Poetas, Grandes Canções - Manuel Bandeira

Assisti ao recital Grandes Poetas, Grandes Canções - Manuel Bandeira na Biblioteca Mário de Andrade. Esse foi o segundo recital do projeto e como perceberam as composições eram de poemas de Manuel Bandeira. Inicialmente a compositora Kilza Setti fez uma palestra, ela comentou que quando foi convidada para fazer a curadoria literária do projeto, foi orientada a escolher palestrantes que tivessem alguma ligação com a música, portanto a palestra dela não ia ser um estudo literário de Manuel Bandeira e sim musical. Gostei muito! Ela mostrou inclusive em áudio duas composições do poema Estrela da Vida Inteira. um de Almeida Prado. E Adélia Issa interpretou um terceiro da Kilza Setti, tendo ao piano outro incrível músico, Ricardo Ballestero. Gostei demais de ver possibilidades tão diferentes sob um mesmo poema. Adélia Issa interpretou duas obras para canto e flauta de Camargo Guarnieri, Acalanto e Cunhantã, com a ótima flautista Cássia Carrascosa .
Essa foto é de João Pires.

Gostei bastante também do tenor Luiz Tenaglia, entre o que ele cantou estava a versão de Azulão composta por Camargo Guarnieri. Ele é brasileiro e vive na Suécia. O repertório era muito bonito como as obras que já mencionei. Nesse recital, os belíssimos poemas de Manuel Bandeira ainda foram compostos por César Guerra Peixe, Antonio Tavares Ribeiro, Helza Camêu, Marlos Nobre, Jayme Ovalle, Frutuoso Vianna e Franscisco Mignone. Como comentei essa série acontece gratuitamente todos os sábados no mês de outubro.


CÉSAR GUERRA PEIXE - Vou-me embora pra Pasárgada
           (1914-1993)


KILZA SETTI - A estrela
      (1932)


CAMARGO GUARNIERI  - Desafio (canto, piano e flauta)
            (1907-1993)           - Duas canções para canto e flauta
                                                  - Acalanto
                                                  - Cunhantã

HELZA CAMÊU -  Desencanto
   (1903-1995)

                                                                                                                     
ANTONIO TAVARES RIBEIRO - Belo, Belo
                     (1971)


CAMARGO GUARNIERI - Azulão
                                           - És na minha vida
                                             Dona Janaína


JAYME OVALLE - Modinha
         (1894-1955)


MARLOS NOBRE - Boca de forno
         (1939)


FRUTUOSO VIANNA - Canção da Jamaica
       (1896-1976)              


FRANCISCO MIGNONE  -  Quatro Líricas
      (1897-1986)                         - Berimbau
                                                   - Solau do Desamado    
                                                  - Pousa a mão na minha testa
                                                   - Desafio (em duo)

Fiquei muito feliz que acabaram surgindo vídeos do recital antes de eu postar no blog, então algo que é raro, vou dessa vez colocar exatamente vídeos com trechos dessa apresentação.



Beijos,
Pedrita

3 comentários:

  1. Por aqui acontecem tão poucos espetáculos desta natureza! Só se vê anunciando show de massas. E quando estes clássicos acontecem são no palácio da artes, caríssimos! Vou me contentando aqui com a sua generosa partilha. Abraços, Pedrita. paz e bem.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Pedrita, voltei para agradecê-la pelas dicas sobre eventos. Eu moro é em BH. Coloquei lá no perfil Itabira e Mariana, a primeira porque é minha cidade natal onde passei a inesquecível infância. A segunda eu morei praticamente toda a minha juventude e BH é a atual. É que eu amo as três.rsrs. Obrigado e um abraço.

    ResponderExcluir
  3. imagina cacá, é q eu acabo sabendo q há vários eventos de música gratuitos e bons eventos pq há patrocínios e apoios. então resolvi procurar.

    ResponderExcluir

Bons comentários!