quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Cidade dos Homens

Assisti Cidade dos Homens (2007) de Paulo Morelli no Telecine Action. Eu tinha gostado bastante de Cidade de Deus e esses filmes e séries posteriores foram criados pelo sucesso dos anteriores. A série foi em 2002 e esse filme veio depois. A produção é do Fernando Meirelles. Eu gosto muito dos atores que fazem o Acerola e Laranjinha, Douglas Silva e Darlan Cunha. O tema central é a paternidade. Acerola foi pai aos 18 anos, não se acha preparado e seu amigo Laranjinha nunca soube quem é seu pai e começa a investigar. De pano de fundo a guerra entre duas facções pelo controle do morro e do tráfico.


Gostei bastante, é um bom filme, ótima produção e algo que gosto muito é a ampliação de atores do elenco que hoje circulam no cenário televisão, teatral e cinematográfico brasileiro. Gosto demais do Jonathan Haagensen que faz o chefe do morro e do tráfico.  Lindas as moças: Camila Monteiro e Naima Santos. Vários outros atores fizeram participações: Rodrigo dos Santos, Babu Santana, Maurício Gonçalves e Fábio Lago.

Beijos,
Pedrita

7 comentários:

  1. Eu não curto esses filmes, seriados, novelas que retratam o Brasil da favela, do morro, das drogas. Não dá mesmo para eu assistir! Sei que é a realidade do Brasil nua e crua, mas prefiro não ver.
    beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito da cidade de Deus, a dos homens não passou por aqui onde vivo, mas gosto de filmes que deem para pensar mais além do que aqueles que mostram apenas um mundo cor de rosa que gostaríamos que fosse a realidade.

    ResponderExcluir
  3. Ainda não consegui assistir. Li um post em um blog italiano falando muito bem desse filme.

    ResponderExcluir
  4. Sabe q eu n gostei....mas eu tentei ver bjo

    ResponderExcluir
  5. adriana, esse filme é sobre a paternidade.

    carlos, sou como vc.

    bruxa, pelo menos um italiano valorizou o cinema realizado no brasil. já q muitos brasileiros tem preconceito com cinema brasileiro sem assistir.

    ana paulino, eu gostei.

    ResponderExcluir
  6. Sao historias tristes de uma triste realidade que o Brasil vive. Aliás nao só o Brasil, mas muitos países. Inclusive até nos EUA que muita gente admira.

    Eu vive minha adolescencia e mocidade na Cidade de Deus e trabalhei com criancas carentes, sei bem como é tudo isso e a vida desses pessoas.

    Nao vi o filme mas iria gostar de vê-lo.

    Bjos

    ResponderExcluir
  7. georgia, vc ia gostar, já q fala de paternidade. a comunidade é onde estão inseridos, mas o tema paternidade é universal.

    ResponderExcluir

Bons comentários!