segunda-feira, 30 de setembro de 2013

O Encouraçado Potemkin

Assisti em DVD O Encouraçado Potemkin (1925) de Sergei Eisenstein. Queria muito ver esse clássico e comprei da Coleção Folha de Cinema Europeu, que traz vários textos sobre o filme. O Encouraçado Potemkin é adorado pelos cinéfilos e muitas cenas foram posteriormente inspiradas para homenageá-lo. É mais que um filme político, já que esse diretor inovou a técnica. Surpreendente!

Os marinheiros do Encouraçado Potemkin em 1905 se rebelam com a carne estragada. O filme é tão bem feito que vemos as larvas na carne. Em represália o comandante pede que os guardas fuzilem os revoltosos. Os marinheiros tomam o navio e o líder é morto. Na cidade de Odessa todos vão velar o morto e resolvem homenagear os marinhos. A guarda vem parar a homenagem e acontece o massacre da escadaria de Odessa, onde os guardas atiram em todos, inclusive crianças, as cenas são impressionantes.

O Encouraçado Potemkin fala muito de tirania. 

Beijos,
Pedrita

9 comentários:

  1. Tenho um montes de DVDs que ainda nem assisti. Uma pena, eu sei. Mas infelizmente o dia não consegue render mais que 24 h. E infelizmente, não durmo só 1 h por dia, o que desejo muito.
    Mas, não sei se tenho esse. Já tive oportunidade de vê na TV, não vi.
    Sempre que vc comenta filmes, aprendo a vê em outra ótica. Muito bom isso.
    Ontem, não consegui terminar e assistir Hannah e suas irmãs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. liliane, eu não chego a ter um monte de dvds pra assistir, mas alguns. acabo deixando para os dias que quero ver um filme e não acho nada na tv a cabo. o q é raro. hannah e suas irmãs é muito bom, mas não dá pra assistir com sono.

      Excluir
  2. Oi, Pedrita,

    Nos meus tempos de faculdade (há muitos anos, rsrs) resolvi ver os dois filmes que se consagraram como a gênese do cinema. Vi este e o Metrópolis. Na época eu pensei que os acharia estranhos, mas não achei, na verdade gostei de ambos, pois eles têm sentido político e/ou filosófico e obras assim sempre me interessaram. Aquela cena da mãe que solta o carrinho do bebê, na escadaria, por causa da confusão já foi replicada até em comédias, rsrs.

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. marly, eu vi metrópolis recentemente. eu sempre me esforço para ver clássicos do cinema. mas tb procuro ver o q está sendo feito hj, em geral fora dos grandes centros. a do carrinho do bebê teve no filmes os intocáveis.

      Excluir
  3. Oi Pedrita,
    Parece ser bom, mas bem pesado.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi Bom dia Pedrita
    impressionante o trailer
    a cena do carrinho já tinha visto, só não sabia que era desse filme
    Filmes , fotografias em preto e branco são tão bonitas! muito bem feitas
    o tema sobre a comida me fez lembrar que aqui no Brasil também teve uma assim
    vi num documentário sobre o ciclo da borracha e construção da estrada em Rondonia. Na cidade Fordlandia. Os empregados não queriam comer a mesma comida que os americanos. É foi uma guerra também. Não lembro o fim.
    Beijos e um lindo dia
    Zizi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. zizi, a do carrinho foi originalmente nesse filme e como é referência teve homenagens em muitos filmes como os intocáveis. tb amei a fotografia desse filme, é impressionante. vou tentar saber sobre esse documentário.

      Excluir
  5. NECESSITO ver esse filme, já que um dos meus filmes mudos preferidos também é soviético e inovador: Homem com uma Câmera.
    Beijos!

    ResponderExcluir

Bons comentários!