domingo, 29 de dezembro de 2013

Amor Pleno

Assisti Amor Pleno (2012) de Terrence Malick no Max. Eu tinha muita curiosidade de ver esse filme porque estão no elenco Ben Affleck e Javier Bardem. É bem poético, mas meio arrastado e cansativo. Linda a atriz Olga Kurylenko. Amor Pleno mostra vários momentos de um relacionamento entre os personagens de Ben Affleck e Olga Kurylenko. Quase todo o texto é em narrativa.

Eles se conhecem em Paris, começam o romance e ele convida ela para viver com ele nos Estados Unidos. Lindas as locações, adorei os figurinos. Eu me incomodei com vários momentos do roteiro, quando ela é rotulada de mãe solteira e o moralismo dela ter uma filha.


E depois nos textos do padre interpretado pelo Javier Bardem. São textos moralistas, pregando um só casamento, textos machistas. Também não entendi porque essa mulher não trabalha. Ela fica só em casa, em uma casa praticamente vazia. É um tédio só. Depois volta pra Paris, escreve que não está conseguindo arrumar emprego, volta pros Estados Unidos e continua sem procurar trabalho. Acaba inclusive reclamando com uma amiga interpretada por Romina Mondello que o marido demora pra chegar, claro, sem fazer nada tudo se arrasta mesmo. Outra personagem é interpretada pela Rachel McAdams. Dá pra assistir se estiver sem sono, sem outra opção de filme.



Beijos,
Pedrita

8 comentários:

  1. Ontem, procuramos um bom filme na SKY e nao encontramos nada. Nem da para acreditar que a programação seja a mesma.
    Esse filme parece lindo. E acho Ben Affleck, bom em tudo que faz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. liliane, eu costumo olhar a programação de filmes na tv a cabo com antecedência. de manhã eu já vejo e anoto o q poderia ver, assim acabo achando mais possibilidades. mas concordo q tem dia q parece q não achamos nada.

      Excluir
  2. Ontem cheguei a anotar esse filme, mas acabei não assistindo. Pelo que você falou, acredito que não terei muita paciência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. bruxa, se não estiver com nada pra fazer dá pra ver, mas não chega muito a lugar nenhum. eu achava q chegaria por isso insisti. mas os 10 minutos já valem.

      Excluir
  3. Deve ser lindo esse filme, sou fã dos atores.
    Feliz Ano Novo! Muitas bençãos e felicidades em 2014
    Big Beijos
    Lulu
    http://luluonthesky.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. lulu, é bonito sim, meio arrastado mas bonito. tb adoro os atores.

      Excluir
  4. Não sei porque mas me lembrei de um filme muito antigo que vi ainda em VHS que era muito tedioso também. Não tem nada a ver com essa história, a nãos er que era um romance tedioso. Ele contava a vida amorosa de pelo menos 4 gerações de uma família. Era muito sem graça, só tinha gente transando o tempo todo. Sobre seu filme, realmente, a história de alguém que não faz nada, deve ser u ó. E somado a isso a existência de trechos machistas deve ter te dado vontade de quebrar o dvd. ninguém merece!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. alê, é poético e bonito, então dá pra abstrair um pouco. mas o lado machista e moralista irrita muito sim.

      Excluir

Bons comentários!