segunda-feira, 26 de maio de 2014

O Cemitério de Praga

Terminei de ler O Cemitério de Praga (2011) de Umberto Eco da Editora Record. Eu adoro esse autor e esse livro é incrível. Difícil, como toda obra dele e pela temática. Só o narrador é um personagem ficcional, o livro é histórico. Umberto Eco é historiador. O narrador passa por vários momentos históricos fazendo serviços escusos na maioria das vezes. O autor relata que o narrador não chega a ser totalmente ficcional, ele é constituído de fragmentos de outras pessoas que igualmente passaram pela história.

O Cemitério de Praga fala da conspiração que resultou na falsificação e criação de uma infundada conspiração mundial dos judeus para dominar o mundo que resultou na criação da obra Os Protocolos Sábios de Sião por pessoas que desejavam insuflar mais ainda a perseguição aos judeus.  Só depois de muitos acreditarem nesse livro, anos depois é que ficou comprovadamente que era uma falsificação grotesca de ódio contra outra raça. Esse livro serviu de base para a obra de Hitler. Em O Cemitério de Praga, os protagonistas dessa horrenda história estão na maior parte do tempo denegrindo e falando mentiras de judeus. Tudo o que de ruim acontecia era atribuído aos judeus. É uma perseguição ideológica exagerada e insuportável. Pelo jeito Hitler só se aproveitou desse ódio disseminado por anos aos judeus, para utilizar a sua liderança, para fazer exatamente o que atribuíam aos judeus, o domínio do mundo. O que mais me surpreendeu é a atualidade da intolerância a um povo, a uma religião. Algo que vem acontecendo. Perseguição e desqualificação de povos e de religiões. É só vermos a difamação que muitos religiosos fazem das religiões afro-descendentes e a perseguição as mães de santo.

O Cemitério de Praga passa por vários momentos históricos. O narrador chega a ir de encontro a Garilbadi para obter informações. Ele faz o papel de espião inúmeras vezes para criar documentos falsos. Eu conhecia pouco da luta de Garibaldi antes de vir ao Brasil. Conhecemos mais da trajetória dele por aqui. Apesar de ser um livro que passa por vários momentos históricos, Napoleão, o caso Dreyfus, O Cemitério de Praga é um livro que nos prende, nos instiga. Queremos sempre ler mais. Pena que faça um relato de uma triste parte da história baseada em mentiras, perseguições e difamações. E que pena que essa história ainda se repita.

Beijos,
Pedrita

12 comentários:

  1. Umberto Eco, "deusmelivre"(risos).
    Não consigo nem reler Clarice Lispector.
    O Nome da Rosa, nunca consegui terminar.
    E o filme, tb é chato.
    Ontem revi um filme lindo.
    Com Andy Garcia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. liliane, eu sou fascinada por esse autor. eu amei nome da rosa. nem lembro se foi o primeiro do autor que li depois de ter amado o filme.

      Excluir
  2. Todo livro de Umberto Eco é ótimo, sem exceção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. enaldo, concordo plenamente e são muito diferentes entre si.

      Excluir
  3. Efetivamente o livro é um apanhado de factos históricos com ficção misturados que denunciam a forma como gente sem escrúpulos é capaz de manipular uma sociedade para uma luta que à partida parece justa mas que na realidade é uma desumanidade.
    O Autor usa por vezes de uma linguagem grosseira exatamente para criar esse estado de choque de que gente que cultiva o preconceito é capaz... e no fim temos um grande livro que dá um murro no estômago.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. carlos, realmente a manipulação é o cerne da obra. não tinha reparado na linguagem grosseira. é verdade. a obra é um murro no estômago.

      Excluir
  4. Fui ver o filme do Getúlio, sabe q gostei? bjo http://anaherminiapaulino.blog.uol.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Deve ser muito interessante, do autor eu só conheço O Nome da Rosa.
    Big Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. lulu, os livros dele são impressionantes.

      Excluir
  6. Olááááá Pedrita
    Adorei o livro, adoro o autor, grandes obras!
    É um livro difícil e eu li com muito cuidado.
    Mistura de ficção e história, mas com um narrador que encerra em si fragmentos de personagens históricos.
    Gosto muito da narrativa do autor, seus livros impressionam e são um marco literário.
    Bjs Luli
    Café com Leitura na Rede


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. luli, é incrível mesmo. tb adoro essa mistura na narrativa, história e ficção.

      Excluir

Bons comentários!